Veja qual foi o deputado de Mato Grosso que não assinou o requerimento da CPI mista de Carlinhos Cachoeira

62 0
Bancada Matogrossense em Brasília

Três parlamentares de Mato Grosso não assinaram o requerimento para criação da CPI mista que investigará as relações com políticos e empresários do contraventor Carlos Augusto Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso em fevereiro pela Polícia Federal.

Os deputados federais que não concordaram com a abertura da CPMI para investigar Cachoeira são Eliene Lima (PSD), Pedro Henry (PP) e Wellington Fagundes (PR). Este último citado em declaração pelo seu colega de partido e ex-diretor geral do Dnit Luiz Antônio Pagot à revista Época, por tentar pressionar o gestor a “pegar leve” com relação às irregularidades apresentadas em obras tocadas pela Delta Engenharia.

Na tarde desta sexta-feira(20), a Mesa do Congresso divulgou a lista dos 396 deputados e 72 senadores que assinaram o requerimento para criação da CPI mista que investigará as relações com políticos e empresários do contraventor Carlos Augusto Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

A CPI foi criada nesta quinta, em sessão do Congresso Nacional que reuniu deputados e senadores. Na próxima terça, os partidos entregarão os nomes dos 32 membros titulares e dos 32 suplentes da CPI. A partir desse momento, a comissão estará instalada e poderá iniciar os trabalhos.

Todos os senadores de Mato Grosso assinaram em favor da criação da CPMI. Veja abaixo a relação dos parlamentares que assinaram e dos que não assinaram o requerimento de criação da CPI.