SENAR-MT registra aumento do número de mulheres em seus treinamentos

51 0
Treinamento realizado em Confresa

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) capacitou em 2016 mais de 5 mil mulheres nos mais variados treinamentos ofertados pela instituição. Em 2017, este número aumentou para 8.500. “Temos observado um aumento considerável no número de mulheres que buscam os nossos treinamentos, principalmente os relacionados à gestão e à liderança”, destaca o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio.
Assim como no setor de qualificação de mão de obra, também houve um aumento no número de mulheres que ocupam cargos de decisão nas empresas do setor de agronegócios. De acordo com dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), esse aumento foi de 21%  entre os anos de 2013 e 2017.
O Mulheres em Campo é um dos projetos que tem sido bastante demandado nos últimos anos junto ao SENAR-MT. Com o objetivo de desenvolver competências de empreendedorismo e gestão, o treinamento tem carga horária de 44 horas e é modular. O conteúdo inclui assuntos como noções básicas de economia, reaproveitamento de alimentos, planejamento, custos de produção e desenvolvimento pessoal dentre vários outros temas abordados ao longo dos módulos.
Para os próximos três meses está prevista a realização de 12 turmas do projeto Mulheres em Campo. Estes treinamentos acontecerão nos municípios de Acorizal, Água Boa, Alto Paraguai, Araputanga, Barra do Bugres, Campo Novo do Parecis, Cláudia, Mirassol do Oeste, Santa Cruz do Xingu, São José do Rio Claro, Sorriso e Tabaporã.
Maria Divina Ferreira da Rocha, de 69 anos, viúva faz dois anos, moradora da região de Confresa, participou de um destes treinamentos do Mulheres em Campo e conta que o conhecimento é primordial na vida de qualquer pessoa. “Foi muito importante para identificar erros que cometíamos e que vamos melhorar”.
Já para Joaquina Aparecida Gomes, de 51 anos, que trabalha em uma cantina escolar, em Colíder, o Mulheres em Campo mostrou como verificar os prejuízos e lucros do empreendimento. “Com este treinamento aprendi a planejar, fazer os cálculos e ver se o investimento deu prejuízo ou lucro”.
Aline Decibio de Almeida, de 18 anos, viu no curso Mulheres em Campo uma oportunidade de empreender. “Eu fiz o treinamento porque queria abrir o meu próprio negócio, mas também consegui auxiliar minha patroa a ter mais lucro”.
As mulheres interessadas em fazer qualquer tipo de treinamento ofertado pelo
SENAR-MT, em parceria com os Sindicatos Rurais, devem procurar o sindicato de seu município para verificar se há turmas previstas e se há vagas.

Fonte: Assessoria SENAR- MT -Regional Confresa com a colaboração de Juliana Bispo

Deixe seu comentário

Related Post