Santa Casa alega calote da Prefeitura e anuncia paralisação

74 0

Do: Midia News

Unidade de Saúde alega que Prefeitura de Cuiabá não repassou R$ 3,6 milhões conforme combinado

*Ao lado do prefeito Emanuel Pinheiro, o diretor da Santa Casa Carlos Coutinho dá entrevista sobre acordo que não foi cumprido

 

Alegando falta de recursos, a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá anunciou a paralisação dos serviços hospitalares nesta segunda-feira (11).

 

Segundo a diretoria da unidade, a Prefeitura de Cuiabá não cumpriu com o acordo de repassar R$ 3,6 milhões para custear despesas emergenciais.

 

“Esta paralisação se dá em virtude de que a Prefeitura Municipal de Cuiabá não cumpriu o acordo firmado, e amplamente divulgado, que faria o repasse na monta de R$ 3,6 milhões”, consta em nota divulgada pela unidade.

 

Segundo a direção, o valor ajudaria a abater as dívidas com pagamento de 13º e salário dos funcionários, que ainda não foi pago. A unidade tem folha salarial no valor de R$ 1,5 milhão por mês, com cerca de 800 funcionários.

 

No fim de fevereiro, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) se reuniu com vereadores e a diretoria da Santa Casa e teria determinado a liberação do recurso.

 

De acordo com o prefeito, o recurso seria remanejado de demandas “menos urgentes” da Prefeitura.

 

“Em consideração à comissão de vereadores, em consideração à comissão de técnicos da Santa Casa e à população, estou liberando os R$ 3,6 milhões, amarrado em um cronograma e um documento que vai se tornar público no dia 11, que é uma data dentro do equilíbrio das contas públicas”, disse Emanuel.

 

Conforme a Santa Casa, a Secretaria Municipal de Saúde “alegou a impossibilidade de repassar o valor mencionado, por meio de uma orientação da Procuradoria-Geral do Município, pois haveria a informação de uma operação da Delegacia Fazendária investigando a Santa Casa”.

 

No entanto, ao procurar a Defaz, a unidade de saúde foi informada que não há investigação sendo realizada, conforme relata a nota.

 

Com a paralisação, os pacientes oncológicos estão sendo remanejados para outras unidades. Já os renais, no entanto, continuam sendo atendidos na hemodiálise.

 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Cuiabá, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

 

A Santa Casa hoje é dirigida pelo médico Carlos Coutinho, que substituiu Antonio Preza.

 

Confira nota na íntegra:

 

A sociedade beneficente da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá informa à sociedade mato-grossense os seguintes fatos:

 

– A Santa Casa está paralisando os serviços hospitalares à partir desta segunda-feira, dia 11 de março de 2019.

 

– Esta paralisação se dá em virtude de que a Prefeitura Municipal de Cuiabá não cumpriu o acordo firmado, e amplamente divulgado, que faria o repasse na monta de R$ 3.6000.000,00 (três milhões e seiscentos mil reais).

 

– A Secretaria Municipal de Saúde alegou a impossibilidade de repassar o valor mencionado, por meio de uma orientação da procuradoria geral do município, pois haveria a informação de uma operação da delegacia fazendária investigando a santa casa.

 

– A diretoria da Santa Casa de Cuiabá, hoje (11) pela manhã, procurou a referida delegacia para a confirmação desta operação, o que prontamente fora negado pela mesma.

 

– O hospital santa casa lamenta profundamente por este episódio que compromete o funcionamento deste importante complexo hospitalar, impactando assim, diretamente na saúde da sociedade mato-grossense.

 

– A diretoria da santa casa coloca o hospital à disposição de todos os órgãos de controle para averiguação das informações.

 

A diretoria

Holler Box
Holler Box