Revisão do Plano Diretor de Campo Verde começa a ser discutida com a socidade

156 0

Um bom número de pessoas – entre profissionais liberais, empresários, servidores públicos, vereadores e representantes de entidade de classe – participou na noite de terça-feira (9) da primeira Audiência Pública para revisão e reestruturação do Plano Diretor de Campo Verde, realizado no Centro de Atendimento ao Idoso Beno Jhonner.

Os trabalhos foram conduzidos pela secretária municipal de Planejamento, Simoni Borges, que explanou aos presentes o que é o Plano Diretor e o porquê de sua reestruturação.

As mudanças, feitas a cada quatro anos, de acordo a secretária, visam aperfeiçoar o Plano Diretor, documento que ordena o crescimento urbano e social do município. “E com certeza contamos com a participação de todos nesse diálogo. Claro que cada um, dentro do que lhe cabe, pontuando as ações importantes para Campo Verde”, disse ela.

De acordo com Simoni Borges, alguns pontos que devem ser reestruturados já foram detectados através de um diagnóstico feito pela equipe técnica da Secretaria de Planejamento e por apontamentos feitos pela população.

Esses apontamentos fazem parte de um pré-projeto de reestruturação que é analisado, discutido e atualizado semanalmente. Simoni Borges informou que quem deseja contribuir com o Plano Diretor deve procurar a Secretaria de Planejamento às quartas-feiras, dia em que a equipe se reúne para discutir as propostas.

A reestruturação do Plano Diretor está sendo feita com apoio do SEBRAE, por meio do consultor Jair Santana. Segundo ele “O Plano tem a vocação de organizar as coisas, organizar como será daqui pra frente”.

Conforme destacou Santana, o Plano Diretor e sua reestruturação visam o desenvolvimento harmonioso em todos os setores. “É um trabalho de pensar o que Campo Verde quer pra ela própria, o que os cidadãos querem para eles próprios”, ressaltou.

Presidente da Câmara de Vereadores, o vereador João Fique-frio destacou que a reestruturação do Plano Diretor é um momento muito esperado e importante. Disse também que um Município que quer crescer necessita de um Plano bem elaborado e “enxuto”.

“Um plano diretor que tenha somente o essencial para a condução do crescimento do Município. Nós sabemos que a intensão é deixar o Plano Diretor ‘enxuto’, tirar aquilo que nós podemos regular por Lei Complementar, Leis Ordinárias. E isso a gente consegue antes de quatro anos como está no Plano Diretor”, disse ele.

Chefe de Gabinete da Prefeitura, Aparecido Rudnick representou o prefeito Fábio Schroeter na Audiência Pública e lembrou que muito ainda tem que ser feito para que a reestruturação do Plano Diretor possa ser finalizada.

Rudnick destacou também que a participação da população é fundamental para que as mudanças que serão feitas possam contemplar o desenvolvimento econômico e social sem interferir no crescimento de Campo Verde.

“Temos realmente que fazer essa reestruturação de forma consciente. E para isso é preciso a participação dos cidadãos campo-verdenses para que haja uma troca de ideias. “[Isso] é que vai proporcionar que realmente possamos ter um plano diretor que possa ajudar nossa cidade a se desenvolver dentro de um ritmo acelerado, mas sempre dando prisma para a qualidade de vida do nosso cidadão”, ressaltou.

O Plano Diretor de Campo Verde foi instituído em 2010 e está será a segunda alteração desde então. A primeira foi feita em 2014.

Holler Box
Holler Box