Publicado em : 29/09/17

Renovado, Honda Fit 2018 tem controle de estabilidade e parte dos R$ 58.700




Do: Primeira Marcha

Seguindo o passo de outros mercados, o Honda Fit brasileiro passou por reestilização na linha 2018. Além de pequenas alterações no design, o monovolume tem pacote de equipamentos atualizado com direito a adoção dos importantes controles de estabilidade e tração como padrão em todas as versões.

Antes de mais nada, vale detalhar as mudanças no design. Começa pelo para-choque dianteiro com formas mais dinâmicas, pela nova grade com bordas cromadas e pelos faróis, que recebem luzes diurnas de LEDs na versão topo de linha EXL (fotos). Na versão EX os LEDs ficam ao lado dos faróis de neblina e as demais precisarão recorrer à lista de acessórios para ter o equipamento.

A traseira também exibe novo para-choque com saídas de ar falsas que dão aspecto esportivo. Mas o mais importante é que este para-choque está mais saltado para fora, o que evitará que a tampa traseira amasse em pequenas colisões. Para completar, as novas lanternas têm iluminação de LEDs.

Nas laterais nota-se as novas rodas, com aro 15? nas versões DX e LX, e aro 16? nas EX e EXL.


Por dentro, os novos ares dependem de equipamentos. A versão EX voltou a ter ar-condicionado digital (era equipamento na geração anterior), mesmo sistema com comandos sensíveis ao toque visto no sedã City. Além disso, a EXL tem nova central multimídia compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

Junto dos controles de estabilidade e tração chegam o assistente de partida em rampa e o alerta de frenagem de emergência. Todos eles são equipamentos de série em todas as versões.  Outra alteração técnica importante é a nova direção elétrica com motor brushless (sem escovas), como no WR-V.

Não há alterações mecânicas. Ou seja: o Honda Fit continua com o motor 1.5 16 i-VTEC de 116 cv de potência a 6.000 rpm e 15,3 kgf.m de torque a 4.800 rpm quando com etanol. Apenas a versão DX tem câmbio manual, enquanto as demais têm câmbio CVT com simulação de sete marchas.
Versões, equipamentos e preços:
Honda Fit DX – Manual: R$ 57.800
Ganhou luz de cortesia central e ainda é equipada com ar-condicionado, direção com assistência elétrica, trio, som com entrada USB e Bluetooth, Isofix, rodas de liga leve de 15? e tecido nos bancos, além dos controles de estabilidade e tração.

Honda Fit Personal – CVT: R$ 68.700
Mais voltada para vendas a pessoas com deficiência (PcD), tem câmbio CVT, central multimídia de 5? com câmera de ré e comandos no volante, banco traseiro bipartido, controle de cruzeiro e setas integradas nos retrovisores. Só que as rodas são de aço, com calotas.

Honda Fit LX – CVT: R$ 70.100
A versão tem a mais faróis de neblina, alarme com comando na chave, entre outros itens. Na linha 2018, receberá novas rodas de liga leve com desenho esportivo.
Honda Fit EX – CVT: R$ 75.600
Soma ar automático com comandos sensíveis ao toque, aletas no volante para trocas das sete marchas simuladas no CVT, air bags laterais, descansa-braço central, função auto para fechar os vidros dianteiros elétricos, luzes diurnas e rodas com aros de 16?. Vai manter o quadro de instrumentos com coloração azul, câmera de ré com três ângulos diferentes e couro no revestimento do volante.

Deixe um comentário

Sobre autor

Assinar Site por Email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este Site e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Renovado, Honda Fit 2018 tem controle de estabilidade e parte dos R$ 58.700