banner

Potencial de Campo Verde foi fundamental para escolha, dizem diretores das Lojas Avenidas

145 0

O potencial econômico, o crescimento populacional e a renda per capta dos consumidores foram os fatores principais para que a Loja Avenida, uma das grandes redes varejistas do Brasil – com 139 lojas em vários estados do Centro-oeste e 25 em Mato Grosso, escolhesse Campo Verde para instalar sua mais nova filial.

Diretor de Expansão da Loja Avenidas, Rudá Azambuja Santos Júnior explicou que todo investimento é feito em cima de um planejamento estratégico, onde são analisadas todas as características do município, como população, economia, infraestrutura e o poder aquisitivo da população, além da localização do imóvel onde será instalada a filial.

“A gente não chega em um lugar simplesmente porque essa cidade é bonita, essa cidade é linda – o que de fato é. Chega porque a gente faz toda uma análise econômica e financeira, faz um estudo de viabilidade. A gente faz todo um estudo do potencial do local”, explicou.

E, segundo ele, Campo Verde se mostrou bastante atrativa, oferecendo todas as condições exigidas no projeto de expansão da rede. “A gente sabe que a cidade é agronegócio, [sabe] das fazendas que tem. Além disso, está dentro do nosso planejamento também, ‘povoar’ esse Mato Grosso de lojas”, disse Rudá.

De acordo com o diretor de Expansão, os investimentos feitos em Campo Verde foram de R$ 1 milhão. A nova loja, que tem 500 metros quadrados, vai gerar 25 empregos diretos e as expectativas, segundo Rudá, são as melhores.  “É um investimento grande. Você não pode chegar num lugar hoje, investir um valor desse se você não sabe se vai ter retorno”, disse ele, frisando que acredita no potencial do município.

Presidente do Grupo Avenida, Rodrigo Caseli, lembrou que há tempos Campo Verde estava nos planos de expansão da empresa devido ao poder aquisitivo da população e ao seu desenvolvimento.

“Um ponto crucial de escolha de uma cidade onde a gente vai abrir é a renda per capta. Campo Verde a gente vem analisando há bastante tempo. É uma cidade rica, uma cidade que está crescendo muito, tanto em população como no agronegócio, que fortalece muito a região”, observou.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Altair Donizete Restani, a vida de grandes redes do varejo mostra o poder de reação da economia de Campo Verde. Nos últimos dias, três grandes redes se instalaram na cidade, aumentando a oferta de empregos e as opções para os consumidores.

“Essas grandes redes, assim como as grandes empresas, fazem pesquisa de mercado antes de se instalar em qualquer lugar. Isso significa que existe aqui capacidade de absorver essas empresas. A gente vê a vinda dessas redes com um ponto positivo no desenvolvimento econômico do município”, frisou.

Restani lembrou também que a vinda dessas empresas representa a criação de novos postos de trabalho. As três redes de lojas que inauguraram suas filiais em Campo Verde este mês geraram cerca de 80 empregos diretos.

Ele lembrou que o saldo de empregos formais gerados na cidade desde janeiro é superior a 1,7 mil e que isso se deve à força do comércio, da prestação de serviços e do agronegócio. “Mesmo sem a vida de grandes indústrias, nós estamos conseguindo nos manter entre os maiores geradores de empregos de Mato Grosso”, destacou.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box