banner

Políticas Públicas Sociais são debatidas durante Conferência Municipal

301 0

Campo Verde está realizando hoje (23) no Centro de Atendimento ao Idoso Beno Jhonner, a VIII Conferência Municipal de Assistência Social. O evento, que começou às 8h00, vai até o meio-dia com debates, discussões e apresentação de propostas para as políticas sociais. O tema da Conferência é “Em defesa da política de Assistência Social como direito do cidadão e dever do Estado”.

Secretária municipal de Assistência Social, Rosilene Sanguini Schroeter falou sobre o atual panorama do setor, que vem sofrendo com a falta de recursos e, principalmente, com atrasos nos repasses dos Governos Federal e Estadual.

“Nós estamos vivendo um período de retrocesso na Assistência Social. Nós temos um avanço e ao mesmo tempo um retrocesso. Um avanço no sentido de que a Assistência Social, as políticas e os programas têm sido ampliados, porém o retrocesso no sentido de que não está havendo cofinanciamento para esses serviços”, explicou.

De acordo com a secretária é dentro dessa temática que serão discutidos os direitos dos cidadãos e a importância de eles terem consciência dos seus direitos e reivindica-los. Para Rosilene, o ponto importante da Conferência é levantar propostas que possam ser apresentadas aos governos federal e estadual.

“E, justamente, tornar consciente o cidadão dos direitos deles mas também das limitações que o Município vem enfrentando, das dificuldades. Dentro dessa crise a gente está tentando da melhor forma possível. Garantir os serviços, não fechar nenhum equipamento. A gente tem visto no estado alguns equipamentos sendo fechados. Mas a gente vem ainda nessa tentativa de manter o serviço”, destacou Rosilene.

Na contramão daquilo que é a realidade de muitos outros municípios brasileiros, a secretária lembrou que Campo Verde tem procurado ampliar a oferta de serviços no setor social. Um exemplo é a construção de um salão multiuso com 455,3 metros quadrados no bairro Santa Rosa e onde estão sendo investidos R$ 395,5 mil de recursos municipais. O espaço abrigará uma unidade descentralizada do CRAS deve ser inaugurado até o final do ano. “É um desafio muito grande”, frisou Rosilene.

O vereador João Fique-frio, que representou a Câmara de Vereadores na abertura da Conferência, também lembrou a crise pela qual passa o País e as mudanças que estão sendo implantadas pelo Governo Federal, que impactarão diretamente nos Estados e no Município, onde, destacou, acontece o atendimento ao cidadão.

Fique-frio destacou a realização da Conferência Municipal. “Eu quero parabenizar esse evento, na pessoa da nossa secretária, senhora Rose (Rosilene) e dizer que hoje é um dia muito especial. É um dia onde vocês vão levantar as demandas, aquilo que vocês precisam, aquilo que vocês querem. E nós, como poder público, vamos correr atrás. Eu quero que seja um dia produtivo”, disse ele.

O prefeito Fábio Schroeter, ao discursar, parabenizou o trabalho que tem sido feito pela Secretaria de Assistência Social o longo dos anos, que, conforme destacou, busca minimizar os problemas das pessoas que têm dificuldades e promover a inclusão social.

“Apesar das dificuldades financeiras. Dinheiro sempre vai faltar. Na verdade não tem pra tudo. E aqui, o Município tem colocado uma contribuição maior dos seus recursos próprios porque os recursos da União, do Estado, realmente, estão cada vez menores”, ressaltou. “Quero parabenizar a todos e que essa Conferência chegue a um bom resultado”, completou.

A VIII Conferência Municipal de Assistência Social está sendo realizada pelo Conselho Municipal de Assistência Social que tem como presidente, Angélica Pinto Guedes. Ao final do evento, serão aprovadas propostas e escolhidos os representantes de Campo Verde que representarão o Município na Conferência Estadual.

Durante a abertura da Conferência, alunos da APAE de Campo Verde fizeram uma apresentação artística, tendo a dança foi a temática principal.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of