Polícia Militar exclui soldado acusado de fazer vários furtos e associação ao tráfico de drogas em Mato Grosso

64 0

 

A Polícia Militar de Mato Grosso excluiu das fileiras da corporação, após investigação do Conselho de Disciplina, o soldado Fabrício de Souza Silva, sob acusação de participação de vários furtos em cidades do Estado e, inclusive, ter sido preso por associação ao tráfico de drogas em Peixoto de Azevedo (690 km de Cuiabá).

Segundo consta da portaria que o demitiu, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, o soldado foi autuado em flagrante no dia 25 de março de 2008 por furto qualificado em duas lojas de móveis e eletrodomésticos no município de Jaciara. Conforme inquérito policial, os objetos furtados foram um monitor de 19 polegadas LCD e duas câmeras fotográficas.

Já na data de 28 de maio de 2008, Maurício e outros dois homens foram presos em uma tentativa frustrada de furto em outra loja, no município de Arenápolis.

No dia 11 de dezembro do mesmo ano, o acusado teria cometido furto em uma loja no município de Terra Nova do Norte. O sistema de circuito interno da loja gravou o furto de dois aparelhos de toca-cd, cometido por ele e mais dois comparsas.

Já o envolvimento com o tráfico de drogas foi evidenciado em 28 de abril de 2009, quando o policial foi preso em Cuiabá, em cumprimento ao mandado de prisão temporária expedido pela 2ª Vara da Comarca de Peixoto de Azevedo, sob acusação de tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico. A acusação teria sido confirmada por investigação realizada pelo Gaeco a pedido do Ministério Público Estadual.

Diante das provas apresentadas no processo disciplinar, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Osmar Lino Farias, assinou a portaria de exclusão do policial a bem da disciplina nas fileiras da PM de Mato Grosso.