banner

Polícia investiga se dentista foi baleado antes de capotar carro

574 0

Do: Midia News

Laudo deve apontar se vítima e o veículo foram atingidos por disparos de arma de fogo


*O dentista Cleodson Alves Figueiredo Filho (no detalhe), que morreu após capotamento na MT-060

A Polícia Civil investiga se o dentista Cleodson Alves Figueiredo Filho, de 31 anos, que morreu em um acidente na última segunda-feira (9), na MT-060, em Nossa Senhora do Livramento (a 42 km de Cuiabá), foi baleado antes do capotamento.

 

Um inquérito foi instaurado pela 3ª Delegacia de Várzea Grande – responsável pela cidade – que apura duas linhas de investigação: homicídio ou latrocínio (roubo seguido de morte).

 

Cleodson dirigia um veículo HB20 que colidiu com um Renault Oroch. Na ocasião, os dois carros capotaram.

 

O dentista não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do acidente.

 

As suspeitas de homicídio ou latrocínio foram levantadas após os ocupantes do Oroch fugirem do local em um Fiat Uno do Conselho Tutelar, cujo motorista parou para ajudar as vítimas.

 

Posteriormente, a Polícia identificou que havia uma queixa de roubo/furto do Oroch.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, no momento está sendo aguardando o laudo pericial feito no local do acidente e no veículo, para verificar se o veículo teria sido atingidos por tiros.

 

Também é aguardado o resultado da necropsia feita no corpo dentista, para saber se ele foi atingido por algum disparo.

 

Denúncia após acidente

 

A denúncia a respeito do roubo do Fiat Uno foi feita por um homem, identificado pelas iniciais R.S.F., que disse que o carro do Conselho Tutelar foi roubado por três homens que teriam se envolvido no acidente momentos antes.

 

Ele relatou que estava trafegando pela MT-060, na região do Quilombo Mata Cavalo, quando se deparou com o acidente e desceu para ajudar.  Assim que saiu do carro, o homem foi surpreendido pelos criminosos, que saíram do matagal em que os veículos estavam capotados.

 

Em seguida, eles pegaram o veículo do Conselho Tutelar e fugiram em direção a Nossa Senhora do Livramento (a 42 km de Cuiabá).

 

Até o momento nenhum dos suspeitos foi encontrado.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of