PMDB fica “rachado” em briga por prefeitura em Rondonópolis

66 0
Carlos Bezerra

 

O PMDB de Rondonópolis está dividido entre lançar o nome do vereador Manoel da Silva Neto, o Doutor Manoel, ou apoiar a candidatura do prefeito interino Ananias Filho (PR) nas eleições indiretas para definir o novo gestor do município. Neste sábado (26), o deputado federal Carlos Bezerra, presidente regional do partido, ficou reunido com os vereadores Adonias Fernandes, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô, Doutor Manoel, a secretária estadual de Turismo, Teté Bezerra, a presidente do partido no município, Paula da Costa e membros do diretório de Rondonópolis por mais de três horas, mas não houve acordo.
Fulô e Adonias mantiveram firme o propósito de não apoiar o Doutor Manoel e votarem em Ananias nas eleições indiretas. O médico, por outro lado, manteve a posição de ficar na disputa. Sem solução, Bezerra descartou a possibilidade de fechar questão e tomou uma posição salomônica. “Não ficou nada resolvido aqui, o que vamos fazer é conversar, pois vivemos uma situação anômala, não tem como fazer mais nada nesta altura do campeonato, é uma luta infrutífera essa nossa, o que eu posso dizer é que os vereadores estão liberados para votar em quem quiserem e o Doutor Manoel também está liberado para ser candidato”.
Na reunião também foram apresentadas alternativas como lançar Paula Costa ou buscar um candidato a vice e oferecer ao PR os nomes do empresário Olavo Aguiar ou do histórico do partido Manoel Prado. No entanto, nenhuma das propostas vingou. “Essa situação é péssima para partido, eu ainda acho que deveríamos lançar candidato e pronto”, desabafou a presidente municipal da sigla.