PE: Santa estraga festa do Sport e fatura o Pernambucano

45 0

 
No aniversário de 107 anos do Leão, Coral conquistou vitória heróica e o bicampeonato estadual, em plena Ilha do Retiro

O salão de festas estava pronto, todo ornamentado de preto e vermelho. A data não poderia ser mais propícia. Afinal, o Sport comemorou neste domingo, 13 de maio, o aniversário de 107 anos. Mas o Leão esqueceu de combinar com o convidado, que estragou tudo! O título do Pernambucano-2012 é do Santa Cruz, que venceu o segundo jogo da final por 3 a 2, em plena Ilha do Retiro, após o 0 a 0 no Arruda. O time coral, que já tinha sido campeão em 2011, alcançou sua 26ª conquista estadual.

Foi um jogaço. Os times brindaram o torcedor com a emoção que faltou no confronto de ida. O coração bateu forte desde os primeiros minutos, com o Sport desperdiçando duas boas chances. Mas foi o Santa que inaugurou o placar, aos 12 minutos, com Branquinho. Um pouco adiantado, ele recebeu livre na área e tocou entre as pernas de Magrão. Pode-se dizer que este gol também foi do técnico Zé Teodoro, que surpreendeu com a escalação do jogador, atuando aberto pelo lado direito.
Mas quando o torcedor do Santa Cruz terminou de gritar gol, a festa aconteceu na torcida rival. Um minuto depois, Moacir empatou, batendo cruzado da direita e aproveitando falha do goleiro Tiago Cardoso.
Após a avalanche de euforia, os times passaram a se estudar mais. As ações ficaram mais calculadas, deixando o jogo um pouco morno. A tranquilidade dos nervos foi fundamental para Dênis Marques ter a frieza de colocar, de fora da área, a bola no cantinho de Magrão. O atacante fez 15 gols no Pernambucano, sagrando-se artilheiro da competição.
Precisando de ao menos empatar para ser campeão e conquistar seu 40º título pernambucano, o Sport voltou voando baixo. A correia foi grande, mas o número de oportunidades perdidas também. A entrada de Marquinhos Gabriel ajudou a dar mais velocidade ao time.
O Santa Cruz se defendeu como pôde. E a Cobra Coral deu mais um bote, quando parecia que não iria suportar mais a pressão. Luciano Henrique – um ex-rubro-negro – recebeu um lançamento que pegou a zaga do Sport dormindo, driblou Magrão e correu para o abraço.
Já tinha torcedor do Sport chorando, gente indo embora, mas Edcarlos recolocou o Leão na briga, aos 35 minutos, aproveitando rebote de Tiago Cardoso em chute de Aílson. O gol fez a galera voltar para a arquibancada e o Sport se animar mas não foi suficiente. Santa Cruz, heroico, campeão. Festa da minoria tricolor na Ilha!
SPORT 2 X 3 SANTA CRUZ
Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data/Hora: 13/5/2012, às 16h
Árbitro: Sandro Meira Ricci
Auxiliares: Pedro Wanderley e Clóvis Amaral
Renda/público: R$ 556.635,00 / 31.998 pagantes
Cartões amarelos: Marcelinho Paraíba, Montoya, Thiaguinho (do banco) (SPT), Memo, Chicão, Natan, Leandro Souza (STA)
Cartão vermelho: Carlinhos Bala (do banco) (STA)
Gols: Branquinho, 12’/1ºT (0-1); Moacir, 13/1ºT (1-1); Dênis Marques, 39’/2ºT (1-2); Luciano Henrique, 29’/2ºT (1-3); Edcarlos, 35’/2ºT (2-3)
SPORT: Magrão, Moacir, Bruno Aguiar (Montoya, 38’/2ºT, depois Ruan, 20’/2ºT), Edcarlos e Aílson; Hamilton, Rivaldo, Diogo e Marcelinho; Jheimy (Marquinhos Gabriel, intervalo) e Jael. Técnico: Mazola Júnior.
SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Memo, Vágner, William Alves e Renatinho; Anderson Pedra (Leandro Souza, 22’/2ºT), Chicão, Branquinho (Sandro Manoel, 15’/2ºT) e Natan (Luciano Henrique, 13’/2ºT); Flávio Caça-Rato e Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro