Netanyahu caminha para quinto mandato em Israel

51 0

Com: AFP

*Combinação de fotos do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu (D), em 10 de março de 2019, em Jerusalém, e seu principal adversário, Benny Gantz (G), em 1º de abril de 2019

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu caminha nesta quarta-feira para conquistar seu quinto mandato, após eleições legislativas que promoveram a formação de uma coalizão de direita.
Com 96% dos votos apurados, os resultados indicam que o partido de Netanyahu, o Likud, e um grupo de partidos aliados da direita terão entre 65 e 67 cadeiras do total de 120 do Parlamento.
Agora cabe ao presidente Reuven Rivlin considerar, à luz das recomendações dos eleitos, que partido encarregará para formar o novo governo.
Em discurso para partidários em Tel Aviv, Netanyahu disse que a vitória foi “magnífica”.
“O povo de Israel me deu seu apoio para um quinto mandato, e expressou uma confiança ainda maior”, disse o primeiro-ministro, revelando que já iniciou contatos com outros partidos de direita em busca de uma coalizão.
Mas no quartel-general do partido Azul e Branco, o general Benny Gantz, principal adversário de Netanyahu, também cantou vitória.
“É um dia histórico, mais de um milhão de pessoas votaram em nós. O presidente deve nos atribuir a responsabilidade de formar o próximo governo porque somos o partido mais importante”, declarou Gantz.
Segundo a Rádio e TV estatal, o Likud (extrema direita) conquistará 38 cadeiras, contra 36 para a formação de Gantz.
Ambos ficaram longe da maioria absoluta (61 de 120 assentos) e dependiam da votação em outros partidos alinhados.
Mais de 6,3 milhões de eleitores foram às urnas nesta terça-feira para escolher os 120 deputados que os representarão na Knesset (Parlamento israelense).
Negociações
Com os resultados confirmados, um período de intensas negociações para formar um governo de coalizão será aberto nos próximos dias.

Holler Box