banner

Não deixe passar a oportunidade

1170 0

Play

TEMPO DE REFLETIR 227 – 15 de agosto de 2014

“E eis que Lhe trouxeram um paralítico deitado. Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Tem bom ânimo, filho; estão perdoados os teus pecados.” Mateus 9:2

Jerônimo era um bom esposo e pai exemplar, mas não aceitava a Jesus. A esposa, dona Joana, dizia que a única coisa que faltava para que o lar fosse realmente feliz, era que Jerônimo decidisse entregar a vida a Cristo. Mas os anos passavam e Jerônimo não tomava a decisão. Era um homem correto, um cidadão cumpridor de seus deveres, assistia de vez em quando aos cultos da igreja, mas nunca respondera a um apelo para aceitar a Jesus e unir-se ao povo de Deus.

Um domingo de manhã, enquanto ele e a família se preparavam para um  passeio, foi surpreendido por uma dor horrível na cabeça. Levaram-no ao hospital e o diagnóstico foi: derrame cerebral.

Quando saiu do hospital estava todo deformado, não conseguia andar por si só, e teve que usar uma cadeira de rodas para ser transportado de um lado para outro. Foi nessas circunstâncias que ele aceitou a Jesus e pediu o batismo.
Numa tarde sábado, o pastor Alejandro Bullón batizou Jerônimo. Dois diáconos carregaram-no para entrar nas águas do batismo. Podia ter chegado por seus próprios meios, com os próprios pés, mas adiou a decisão e quando a tomou foi preciso ser levado ao tanque pelos amigos.

No verso de hoje encontramos uma situação parecida. “Eis que lhe trouxeram um paralítico deitado”. Tratava-se de um homem que havia vivido numa vida de pecado. Não era esta a primeira vez que sentira o convite de Cristo. Quando ainda estava fisicamente bem, ouvira muitas vezes a voz do Espírito Santo trabalhando em seu coração. Mas estava completamente amarrado a vícios. Era uma situação que o envolvia por todos os lados. Alguma coisa, lá dentro, lhe dizia que não podia brincar com o pecado, que a vida que estava vivendo não o levaria a nenhum lugar bom, que estava cavando sua própria sepultura. Mas quem entra na roda do pecado não sai nunca, a menos que voluntariamente permita que Cristo opere um milagre.

O resultado da vida pecaminosa desse homem começou logo a se manifestar em sintomas físicos. A paralisia começou a tomar conta do corpo e ficou prostrado no leito do sofrimento. Em meio à dor e ao desespero de sentir-se inútil, era atormentado incessantemente pela culpa. Foi aí que acordou para as coisas espirituais e manifestou a decisão de aceitar a Jesus. Só que há não podia mais ir a Jesus por suas próprias forças, foi preciso que outras pessoas o levassem. Mas foi. E o milagre aconteceu. Jesus perdoou seus pecados e ele voltou para casa andando.

Irá você a Jesus andando com os próprios pés? Ou esperará que chegue o dia em que sejam outros que o levem? A decisão é sua, e tem que ser agora.

*****************************************************************************************************************************************
-> Autor: Alejandro Bullon
-> Música: Ozéias Reis, “Vem prá Jesus”
-> Narração: Amilton Menezes

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box