banner

Moradora do bairro Santa Rosa perde a paciência com a Águas de Campo Verde (veja o vídeo)

745 0
Água adentrando pelo ralo do banheiro

 

 

Fomos procurados pela Sra. Neide, moradora do bairro Santa Rosa na rua G, informando que a casa dela foi inundada pelas águas do esgoto, que subiram através do ralo existente no banheiro da casa.

Isso se deu na noite do dia 20 de Outubro de 2018, durante um dia de chuva a água entrou invadindo todos os cômodos da casa através do ralo no banheiro e deixou aquele mau cheiro insuportável, eram águas sujas com fezes e outros detritos segundo Dona Neide, em outras ocasiões ela teve a mesma dor de cabeça com a invasão da água.

Uma equipe da Águas de Campo Verde esteve na residência da Sra. Neide e constatou os estragos e efetuaram uma limpeza em toda a casa, também informaram que a rede de esgotos foi mal construída. O gerente da Águas de Campo Verde (Sr. Sérgio) também esteve no local e informou que dona Neide seria ressarcida pelos prejuízos.

No dia 24 de Outubro de 2018 foi iniciado o processo de compra de 02 guarda roupas, conforme afirmou o gerente Sérgio da Aguas de Campo Verde. Dona

02 Guarda Roupas estragados pela água

Neide perdeu os guarda roupas das crianças, sapateira, calçados, roupas, colchão e outros.

Outras residências no bairro também tiveram o mesmo problema de invasão de água suja, o mau cheiro também invadiu residências no bairro, vindo dos bueiros existentes nas calçadas, uma equipe da Águas de Campo Verde esteve limpando os bueiros, mas as tampas não foram colocadas corretamente e algumas estavam de certa forma quebradas.

Várias providências foram solicitadas a meses pelos moradores, mas até o momento nada foi feito, outras tampas se encontram na mesma situação no bairro.

O bairro Santa Rosa já sofreu também com a falta de água por mais de uma semana, carros pipas foram cedidos pela Águas de Campo Verde para contornar o problema.

Resumindo: dona Neide aguarda a mais de 03 meses ser ressarcida pelos danos sofridos, o gerente Sérgio da Águas ficou de resolver, pediu vários documentos a ela, tais como: cópia do RG, CPF, conta de água, dados bancários, e informou que a compra dos móveis perdidos estava demorando pela burocracia existente na Águas, e pedia paciência a ela e que tudo seria resolvido, passado este tempo a paciência dela começou a se esgotar, as roupas que sobraram das crianças fica hoje em duas caixas de papelão no canto do quarto.

Entramos em contato com o Sr. Sérgio, gerente da Águas de Campo Verde que nos informou que o processo de compra dos guarda roupas da dona Neide já está em fase de finalização, e acredita que nos próximos dias tudo será resolvido.

Galeria de fotos:

 

Holler Box
Holler Box