Militares matam dono de bar no Zero KM e ficam feridos após troca de tiros com outros PMs

130 0

Do: Olhar Direto

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Dois policiais militares, identificados como Robson de Souza Ferreira, 37 anos e Arnaldo Jacob Muchel, 37 anos, são suspeitos de matar Claudinei Pereira Mota, 42 anos, que é dono de um bar, localizado no bairro Jardim Potiguar (Zero KM), em Várzea Grande, na madrugada desta sexta-feira (30). Os acusados ainda trocaram tiros com os colegas de farda durante a abordagem e acabaram atingidos.

Conforme as informações da Polícia Militar, o fato ocorreu no ‘Bar Mandala’. As autoridades foram acionadas após testemunhas visualizarem uma troca de tiros no estabelecimento. Quando a viatura chegou ao local, pessoas que estavam na região mostraram para onde os suspeitos haviam corrido.

As viaturas então iniciaram rondas pela região e encontraram os suspeitos correndo a pé. Foi dada ordem de parada, mas os acusados retiraram a arma da cintura e fizeram menção de apontar para os colegas de farda, que efetuaram disparos de arma de fogo na tentativa de se defender.

Robson foi atingido na perna esquerda e Arnaldo na perna direita. Logo depois de serem baleados, eles se identificaram como policiais militares aos colegas. Eles foram encaminhados ao Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG), onde passaram por atendimento.

Claudinei foi socorrido à unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Cinco testemunhas presenciaram o homicídio. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) é a responsável pelo caso.

Holler Box
Holler Box