Mato Grosso recebe final do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra neste fim de semana

137 0

Está chegando a hora da decisão do Campeonato Brasileiro de Velocidade na Terra. A grande final da categoria será disputada no final de semana nos dias 24 e 25 de novembro, em Cuiabá (MT), e a disputa segue intensa.

Apenas quatro pontos separam o líder do campeonato, Ricardo Basso, do segundo colocado, Celso Meneghel Mello. Como 88 pontos ainda estão em jogo, muita coisa pode acontecer.

O regulamento prevê que todos os pilotos devem descartar obrigatoriamente seus cinco piores resultados no ano – sendo três deles conquistados nas corridas ímpares de cada e etapa e outros dois conquistados em corridas pares. Fazendo apenas uma projeção para a última etapa do ano, aplicamos os descartes que cada piloto teria nesse momento do campeonato, isso faz com que 12 pilotos sigam com chances matemáticas de conquistar o título.

Esse cenário traz a liderança nas mãos de Celso Meneghel Mello, com Ricardo Basso sete pontos atrás. Lucas Lazzari, Fernando Scheffer e Wellington Antunes completam os cinco primeiros.

Além das três corridas que decidirão o campeonato no sábado (24/11) no período da tarde, o final de semana no Mato Grosso terá também os 300 Km de Cuiabá (25/11), prova que fecha a programação.

Segundo o presidente da Federação de Automobilismo do Estado de Mato Grosso (Faemt), Vanderlei Reck foram realizadas obras nas arquibancadas, na área dos boxes e principalmente na pista para receber a etapa do Brasileiro. “Queremos ter um público recorde para esse evento. Fizemos tudo com maior cuidado para receber os pilotos e principalmente dos espectadores de Mato Grosso. Além dos pilotos da casa teremos a participação de competidores do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande de Sul, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul. Vale ressaltar que o acesso as arquibancadas será gratuito”, revelou Reck.

Veja a classificação atual e a tabela de pontos com os descartes já aplicados.

 

Veja a classificação do campeonato (sem descartes):

1º Ricardo Basso – 257

2º Celso M. Mello – 253

3º Fernando Scheffer – 173

4º Francesco Franciosi – 153

5º Wellington Antunes – 150

6º Lucas Lazzari – 148

7º Vanderlei Reck – 142

8º Tomas Luza – 139

9º Alex Donadel – 126

10º Gilliard Scheffer – 124

11º Adroaldo Weisheimer – 124

12º Diogo Freitas – 91

13º João Pedro Morato – 79

14º William Cancelier – 71

15º Vanderlei Reck Jr. – 51

16º Ricardo Fragnani – 34

17º Alisson Marçal – 33

18º Celso Mello Filho – 32

19º Marlon Fedrizzi – 26

20º Valdir Roque – 26

21º Lucas Daltrozzo – 26

22º Francisco Junior – 25

23º Walter Souza – 21

24º Carlos A. Capeletti – 18

25º Paulo Cesar Barbosa – 16

26º Rick Fragnani – 15

27º Leandro De Castilhos – 13

28º João Luiz Lazzaroto – 12

29º Kauã Cereda – 12

30º Leandro Guerra – 0

31º Guilherme Fragnani – 0

 

Classificação do campeonato com descartes (apenas os 12 com chance de título):

1º Celso Meneghel Mello – 170

2º Ricardo Basso – 163

3º Lucas Lazzari – 134

4º Fernando Scheffer – 129

5º Wellington Antunes – 122

6º Adroaldo Weisheimer – 119

7º Vanderlei Reck – 115

8º Alex Donadel – 115

9º Francesco Franciosi – 114

10º Tomas Luza – 109

11º Diogo Freitas – 91

12º Gilliard Scheffer – 86

Holler Box
Holler Box