Lucas: Prédio da Delegacia de Polícia tem infiltrações e mau cheiro por causa de esgoto

52 0

 

 

As instalações públicas em Lucas do Rio Verde, no Norte de Mato Grosso, estão em situação precária. A delegacia de Polícia apresenta fissuras e rachaduras nas paredes, infiltrações, telhas quebradas, retorno da fossa séptica e falta de acessibilidade. “Os problemas de ordem estrutural são os que demandam maior urgência. O mau cheiro ocasionado pelo retorno do esgoto também está bastante agressivo” – explica Reynaldo de Magalhães, coordenador da FPI e agente fiscal pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso
A situação não para por ai. Nas escolas, a necessidade de manutenção está bastante visível. Há infiltrações, gotejamentos, instalações elétricas remendadas e desencapadas e deterioração dos brinquedos. Quanto à acessibilidade, constatou-se a presença de barreiras arquitetônicas e falta de banheiros para deficientes. Durante a operação também foram fiscalizados o cartório, o INSS e anexos da prefeitura municipal.
No Paço Municipal, prédio novo inaugurado no dia 1º de maio, poucas irregularidades referentes à acessibilidade foram encontradas. Já
Os hotéis de Lucas do Rio Verde receberam fiscalização de retorno. Nessa operação foram avaliadas regularizações relativas à acessibilidade, segurança e legalidade de funcionamento dos locais programados. Dos 18 estabelecimentos visitados, três já não estão mais em funcionamento, outros estão em processo de regularização e outros continuam apresentando as mesmas irregularidades observadas anteriormente.
“Como as notificações não foram atendidas por alguns estabelecimentos, foram emitidas multas. Nos próximos dias encaminharemos os relatórios para o Ministério Público para as devidas providências.”, explicou Reynaldo.
Coordenada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), a operação foi realizada em conjunto com o Superintendência de Defesa do Consumidor (Procon), Vigilância Sanitária municipal, Secretaria Estadual de Turismo e o Corpo de Bombeiros.