Líderes têm base no agronegócio

74 0

Levantamento feito pela KGM aponta que os primeiros colocados se destacam por possuir economia agrícola e na criação de bovinos

Os municípios de Mato Grosso com economia voltada para o agronegócio são os mais bem avaliados no quesito administração pública. Levantamento feito pela KGM, e divulgado pelo Diário, revelou que os cinco primeiros prefeitos colocados no ranking são gestores de cidades que possuem base econômica composta principalmente pela agricultura e pecuária. O Estado é líder de produção de soja e milho e na criação de bovinos.

Desta forma, Maurício Cardoso Tonhá (PR), que responde pelo município de Água Boa, obteve a nota 8,73 e aparece na primeira colocação, seguido de Jean Carlo Galli (PMDB), que comanda Sapezal há apenas quatro meses, mas já aparece com 8,23.

O terceiro lugar ficou por conta de Marino José Franz (PPS), gestor de Lucas do Rio Verde, com nota 7,89, e o quarto com Massao Paulo Watanabe (PR), que está à frente da prefeitura de São José do Rio Claro e recebeu avaliação 7,4.

Dentre os cinco primeiros, aparece Newton de Freitas Miotto (PP) prefeito de Pontes de Lacerda, que recebeu 7,19 de nota. Pontes, por sinal, foi o município que melhor se destacou nessa pesquisa, já que, em anos anteriores, não apresentou boa colocação.

A economia destas cidades inclui cultivos, principalmente, de soja, arroz e milho, heveicultura – por meio de extração de látex – prestação de serviços, extrativismo vegetal e animal, bem como a pecuária com o sistema de cria, recria e engorda.

Em contrapartida, no final do índice aparecem os gestores de cidades que possuem economia composta basicamente pelo comércio, indústria e pecuária leiteira. No entanto, são os que possuem maior número de habitantes, pelo menos nos dois primeiros quesitos.

São eles o prefeito de Marcelância, Adalberto Navair Diamante (PR), que ocupa a 46ª colocação com nota 3,4 seguido João Roberto Ferlin (PT), de São José dos Quatro Marcos, que ganhou nota 3,35 da população. Os três últimos foram Chico Galindo (PTB), prefeito de Cuiabá (3,07), Ronan Rocha (PMDB), de Poxoréu (2,75) e Tião da Zaeli (PSD), de Várzea Grande.

Outra questão relacionada às colocações citadas é o fato de três das cinco primeiras terem representantes do Partido da República (PR) e duas das cinco últimas do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Este é o quarto ano da pesquisa e também, pela quarta vez, que Tonhá aparece em primeiro lugar. A nota atribuída aos gestores é resultado da média ponderada de todas as notas dadas pela população.

O levantamento foi realizado nos 50 maiores municípios do Estado, entre os dias 1 de março e 4 de abril deste ano. Ao todo, foram ouvidas 9.895 pessoas.

Vale ressaltar que este ano acontece eleição para prefeito e vereadores e, por isso, alguns desses gestores que se encontram tanto nas melhores quanto nas piores colocações podem não mais estar à frente da prefeitura do seu município no próximo ano.