Ladrões levam R$ 250 mil de agência do Santander

341 0

Sem precisar arrombar uma porta sequer e nem explodir algum caixa-eletrônico, uma dupla de assaltantes levou R$ 250 mil de uma agência do banco Santander localizada na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, conhecida como Avenida do CPA, em Cuiabá, na noite de sexta-feira (13).

Segundo consta no Boletim de Ocorrência, o gerente da unidade, Edson Aquino de Souza Bezerra, conta que ele e um segurança foram surpreendidos por uma dupla de bandidos, um branco e baixo (e estava armado) e outro moreno de estatura média.

A “invasão” ocorreu por volta das 19h30. O gerente conta que ele e o segurança foram amarrados com adesivos do tipo “jacarezinho”. Uma vez preso, Edson teria sido forçado, através de ameaças, a dizer onde estavam as chaves do cofre e a senha.

Além dos cerca de R$ 250 mil em dinheiro (todo o dinheiro que estava no cofre), a dupla de bandidos levou três revólveres calibre 38, munição para essas armas e dois coletes à prova de bala da empresa de segurança Prosegur, responsável pela proteção da agência.

O gerente e o vigia conseguiram se soltar logo após a dupla de criminosos fugir. Em seguida, a Polícia Militar chegou ao local, acionada pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) – por sua vez avisado pelo alarme da agência.

De acordo com os policiais, a porta de vidro do primeiro piso da agência, que dá acesso ao segundo piso onde o gerente e o vigia foram surpreendidos, estava totalmente aberta e sem qualquer sinal de arrombamento. Quando chegaram ao local, o bancário e o segurança já haviam conseguido se libertar.

As imagens do circuito interno de segurança da agência do banco Santander já foram solicitadas. Além disso, os policiais militares ressaltaram o fato de existir uma câmera de um estabelecimento ao lado que pode ter captado imagens da calçada da frente da unidade bancária.

Arilson da Silva, presidente do Sindicato dos Bancários, afirmou que vai acompanhar as investigações de perto e cobrou maior empenho por parte dos banqueiros com a segurança. “Mais uma vez o bancário é vítima da falta de segurança. Nós já cobramos a existência de câmeras na frente e aos fundos das agências para verificar qualquer movimentação estranha e evitar esse tipo de crime”.

O caso é pelo menos o terceiro assalto a banco em menos de trinta dias em Mato Grosso. Recentemente, uma agência do Banco do Brasil no município de Campo Verde e uma unidade do Itaú em Cuiabá também foram roubadas. Mato Grosso, em 2011, foi o terceiro estado com maior número de ataques a unidades bancárias, conforme aponta uma pesquisa da Confederação Nacional dos Vigilantes. Somente São Paulo e Rio Grande do Sul registraram mais casos.