banner

Inscrições para Enem começam nesta segunda, em meio a crise envolvendo exame

960 0
© NurPhoto via Getty Images Inscrições poderão ser feitas até o dia 17 de maio, exclusivamente pela internet.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 começam às 10h (no horário de Brasília) desta segunda-feira (6), em meio a problemas envolvendo a produção e impressão da prova.
Na última segunda-feira (29), o governo anunciou que a gráfica Valid S.A será a nova responsável pela impressão da prova, depois da falência da empresa RR Donnelley, que era detentora do contrato. Segundo o governo, no entanto, o cronograma do exame está mantido, com as provas marcadas para 3 e 10 de novembro.
Segundo a Agência Brasil, a Valid era a gráfica seguinte na ordem de classificação na licitação realizada em 2016, e foi convocada para evitar atrasos na edição deste ano. Segundo o Inep, esta foi a alternativa segura encontrada, dentro da legislação vigente, já que não haveria tempo hábil para iniciar um novo processo licitatório.
As inscrições podem ser feitas até o dia 17, exclusivamente pela internet, por meio da Página do Participante.
A taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser paga até o dia 23 de maio, de acordo com o cronograma do exame.
O participante terá até o dia 17 de maio para atualizar dados de contato, escolher outro município de provas, mudar a opção de língua estrangeira e alterar atendimento especializado e/ou específico. Depois dessa data, nenhuma informação poderá ser alterada.
O candidato que precisar de atendimento especializado e específico deve fazer a solicitação durante a inscrição. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 a 24 de maio.
Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir ainda este ano pode utilizar as notas no Enem, por exemplo, em programas de acesso à educação superior, de bolsas de estudo ou de financiamento estudantil.
A prova também pode ser feita pelos chamados treineiros – estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019. Neste caso, os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de concorrer efetivamente às vagas na educação superior ou para bolsas de estudo. Esses participantes devem declarar ter ciência disso já no ato da inscrição.
Mesmo quem solicitou a isenção da taxa precisa se inscrever. Estudantes que entraram com recurso relacionado ao pedido de isenção já podem verificar o resultado. As informações foram divulgadas na quinta-feira (2) no Sistema Enem. É necessário fazer login para acessar o resultado.
Pente fino
Desde a última prova do Enem, Jair Bolsonaro tem afirmado que o próximo exame passaria por um pente fino para evitar questões ideológicas.
Em março, o Inep, órgão do MEC responsável pelo Enem, anunciou a comissão que seria responsável por avaliar as questões do exame com a nomeação dos integrantes. Ficaram responsáveis pela varredura Marco Antônio Barroso Faria, secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Antônio Maurício Castanheira das Neves, diretor de estudos educacionais do Inep, e o procurador de Justiça do MP de Santa Catarina Gilberto Callado de Oliveira, representante da sociedade civil.
De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial , o objetivo da leitura transversal sobre as questões era identificar a “pertinência com a realidade social, de modo a assegurar um perfil consensual do Exame”.

Holler Box
Holler Box