banner

Grande Cuiabá já soma 200 assassinatos desde janeiro

119 0

 

Dados da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa revelam crescimento da violência
Os assassinatos na Grande Cuiabá atingiram uma marca recorde: somente neste ano, as estatísticas mostra que foram pelo menos 200 mortes. O indesejável recorde chegou uma semana antes da mesma marca alcançada no ano passado.

De janeiro até maio, ocorreram 159 execuções; a maior parte em Cuiabá e as demais em Várzea Grande.

O mês de julho fechou com 31 execuções. Em julho, em apenas seis dias, já foram 11 assassinatos. Os números são da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Para se ter idéia de como a violência acelerou nos últimos dois anos, em 2010, esse número foi alcançado somente no início de setembro indicando que este ano poderá tão violento ou mais que o anterior.

Se 2011 fechou próximo de 400 execuções, os números deste ano apontam situação parecida.

Tráfico e uso de drogas

O recorde negativo “assombra” as autoridades da área de Segurança Pública, que tentam, há mais de 15 anos, abaixar essa média. No ano de 1996, para se ter uma idéia, fechou com mais de 300 assassinatos.

As investigações apontam que a maior parte dos homicídios deste ano está relacionada ao tráfico ou uso de drogas assim como nos anteriores. Os dados da DHPP apontam que o entorpecente está relacionado com quase metade das execuções.

Na sequência, vêm brigas em bares, vingança e crime passional (motivado por paixão). “O crime passional não tem como evitar, mas por outro lado é o mais fácil de esclarecer porque é sempre uma pessoa próxima que cometeu o crime”, explicou o delegado Antônio Carlos Garcia.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of