banner

Fruticultor assistido pela ATeG do Senar-MT sonha com a melhora da qualidade do produto

956 0
Fruticultor Silvano Aparecido Barbosa

 

 

“Quero produzir frutos de boa qualidade, doce e sem acidez. Fazer parcerias com outros produtores e ainda processar, ou seja, fazer polpa padronizada para concorrer de igual para igual com outras marcas já existentes. Também quero processar outros tipos de frutas como maracujá e melão”. Este é o sonho de Silvano Aparecido Barbosa, fruticultor, em Tangará da Serra.
Dos 26 hectares que tem o seu sitio chamado “Chapada”, pelo menos 12 já estão plantados com abacaxi. Silvano pretende ampliar a área plantada e melhorar a qualidade do fruto produzido. Ele conta ainda que a dificuldade sempre foi a falta de assistência técnica. “Com a chegada do Senar Tec Horticultura tudo está melhorando com muita rapidez e, isso me deixa ainda mais entusiasmado”
Faz apenas quatro meses que Silvano passou a integrar o programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG),  do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) e destaca que os resultados são muito positivos. Fruticultor desde sempre, Silvano conta que já plantou de tudo em sua propriedade, incluindo feijão, milho e chegou a produzir até vassouras caipira.
Ele conta que sempre quis evoluir. “Sempre estivemos em busca de informação e conhecimento para melhorar a qualidade do que produzimos. Finalmente tudo isso chegou na propriedade com a assistência técnica do Senar”.
Silvano junto com a família e mais dois trabalhadores rurais colhem e entregam para os mercados de Tangará da Serra cerca de 800 frutos por semana. Outro benefício que chegou junto com a ATeG, apontado por Silvano, foi a inclusão de dois trabalhadores que eram temporários e que na opinião do fruticultor vão se tornar definitivos.
Silvano, sempre de olho em inovações e formas de melhorar investiu na compra de tratores e equipamentos agrícolas para facilitar o trabalho na propriedade. “Tudo o que consegui foi com a renda da fruticultura. É uma cadeia produtiva muito promissora. É tempo de investir”, garante.

SENAR HORTICULTURA –  é um programa de ATeG, ofertado pelo Senar-MT que tem duração de três anos e várias etapas que compõem o projeto de implantação.
Em Tangará da Serra, o SENAR Tec Horticultura está sendo implantado em parceria com o Sindicato Rural, Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT), Prefeitura, por meio da Secretaria de Agricultura e a Associação de Engenheiros Agrônomos de Tangará da Serra (AEATS).
Para o presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Reck Júnior, a parceria de todas estas instituições é uma forma de fomentar o desenvolvimento da cadeia. O presidente acrescenta ainda que o objetivo é melhorar a produção, trazer inovações tecnológicas para os produtores e melhorar a rentabilidade.
O professor do curso de Agronomia da Unemat em Tangará da Serra, e coordenador do programa de Extensão MTHorticultura, Willian Krause diz que mais de 75% das frutas e hortaliças consumidas em Mato Grosso vem de fora do Estado. “Isso significa que temos um bom mercado para a nossa produção”.
EVENTO – Acontece entre os dias 22 e 23 de agosto, em Tangará da Serra a 2ª Feira Estadual Horticultura – Soluções para o empreendedor do campo.  O Sistema Famato participa com um estande, onde técnicos estarão disponíveis para fazer o atendimento consultivo junto aos produtores da região. Na programação, o Sistema também ofertará palestras sobre horticultura, extensão e ensino que será  ministrada pelo coordenador de ATeG, do Senar-MT, Armando Urenha.
Confira a programação aqui – www.mthorticultura.com.br/

Fonte: Assessoria de Imprensa/Senar-MT

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box