banner

Festa do peão de Agrovila das Palmeiras espera 20 mil pessoas neste fim de semana

476 0

Além das atividades culturais, como montarias com premiações atrativas e shows, terão leilões das espécies de bois mais fortes no mercado

Por Beatriz Saturnino – Da Assessoria de Imprensa do Inca

Começa nesta quinta-feira (06.09) a tradicional “Festa do Peão de Agrovila das Palmeiras”, na comunidade do município de Santo Antônio do Leverger. Em sua 27 edição este grandioso evento é organizado pela Equipe Manoel Teixeira, onde é esperado até 20 mil pessoas que irão conferir uma programação com shows regionais, rodeios, leilões e show pirotécnico, a partir das 19h, até o dia 09 de setembro.

No dia 06, a programação de abertura da festa segue com encontro cultural, rodeio profissional com narração dos locutores Sabiá Ribeiro e Neto Cardoso, que acontece todos os dias, o fut-boi e encerra com a banda Scort Som, que terá entrada franca. Na sexta-feira tem o Pega Leitoa, Tukinha Banda Show e Os Amigos. No sábado tem leilão, show pirotécnico e apresentações da dupla Cristina e Regina e Kinyou Mega Show. No domingo, dia do encerramento, tem a escolha da rainha da festa, final do rodeio com a premiação de uma moto zero km para o campeão e dinheiro até o quinto lugar, além do show da Banda Estilus.

Com o tema voltado para as raízes da terra, em uma região que agrega um dos principais portais culturais de Mato Grosso, o rodeio de Agrovila das Palmeiras é um grande fomentador de negócios e de lazer.

Além das atividades culturais, como montarias com premiações atrativas, há leilões das espécies de bois mais fortes no mercado.

Este evento possui como modalidade do rodeio o “Touro” e contará com a presença do melhores cowboys do Brasil para esta competição. A modalidade surgiu nos Estados Unidos e consiste em se manter no lombo de um touro por mais de 8 segundos.

Nesta modalidade um braço serve para segurar a corda americana presa no peitoral do touro e o outro serve para equilíbrio e não pode tocar em nada. As maiores notas são dadas ao cowboy, ou peão competidor, que na saída do brete, faz o touro “mir na roda”, ou seja, rodopiar.

O brete é um compartimento ou jaula para reter o touro com o competidor montado antes de liberar para a prova.

Esta competição do touro é considerada a mais perigosa e a mais amada dos rodeios mundo à fora. Para ela o competidor utiliza da corda americana, feita de nylon ou rami (fibra vegetal),para envolver o tórax do boi durante a montaria, além da luva e calça de couro para dar firmeza e não machucar o cowboy na prova.

Também usa o sedém, que é uma corda feita de crina de cavalo, ara ser amarrada entre a barriga e a perna do touro, proporcionando cócegas ao animal para dar saltos e pulos emocionantes na hora da apresentação.

Outro equipamento para a competição é a espora, que é usado para dar apoio ao competidor durante a montaria. A “roseta” não pode ser cortante, pois o objetivo não é ferir o animal. Se a espora estiver irregular, o competidor poderá ser desclassificado.

Outros dois equipamentos muito importantes para a proteger o competidor são o colete e o capacete. O capacete é feito em placas de borracha, revestido em couro, e utilizado sobre a camisa protegendo toda a região torácica do peão, caso ele sofra uma chifrada ou pisada do animal nessa região. Já o capacete é a réplica do modelo utilizado pelos jogadores de hóquei sobre o gelo e é feito de fibra de carbono com grades na região facial, protegendo toda região craniofacial do peão.
Muitos cowboys brasileiros vem se destacando em  rodeios por vários países, como Adriano Morais consagrado campeão mundial pela National Federation Rodeo (NFR).

O Evento é realizado por meio de emenda parlamentar da Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT), pela Equipe Manoel Teixeira em parceria com o Instituto Cultural América. Também apoio da prefeitura municipal de Santo Antônio de Leverger, Agro Marka, Sindicato Rural de Santo Antônio de Leverger, Famato, Senar Mato Grosso, Sindicatos Rurais e Imea.

Holler Box
Holler Box