banner

Dois homens acabam presos após sacarem R$ 10 mil com cartões de crédito clonados

120 0
Material apreendido pela policia

De Sinop – Alexandre Alves

 
A Polícia Civil de Guarantã do Norte (730 km de Cuiabá) prendeu dois homens em flagrante nesta quarta-feira (11), acusados de clonagem de cartões e de terem sacado mais de R$ 10 mil da conta de terceiros. Os suspeitos Romeu Bezerra dos Santos e José Augusto dos Santos foram autuados pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha. As informações são da assessoria.

O trabalho de investigação foi iniciado pela Polícia Civil após queixas de saques indevidos realizados de contas bancárias. As vítimas relataram à polícia que os valores eram sacados através de uma agência do Banco Bradesco Express e que não tinham conhecimento dos fatos.

Durante as investigações, os policiais identificaram que os saques eram efetuados com uso de cartões clonados, aproximadamente cinco vezes por dia, nos valores de R$ 800.

Romeu e José foram surpreendidos pelos policiais civis dentro da agência, tentando sacar mais dinheiro. Com eles, a polícia encontrou mais de 20 cartões clonados.

Os presos confessaram que estavam hospedados em um hotel na cidade de Peixoto de Azevedo. No quarto, foi localizado o equipamento utilizado para a clonagem dos cartões, conhecido por “chupa cabra”.

Conforme o delegado Carlos Eduardo Muniz, outras duas pessoas envolvidas estão foragidas.

“A quadrilha é especializada em clonagem e a princípio toda aparelhagem eletrônica é originária do Estado de São Paulo”, disse o delegado, por meio da assessoria da PJC.

“Temos informações que os dois foragidos eram os responsáveis pela instalação do chupa cabra. Os presos Romeu e José realizavam os saques’”, completou.

José já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime de estelionato. Após o flagrante, os dois foram conduzidos à Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo.

 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of