Desembargador acata pedido de extensão e manda soltar DJ acusado de tráfico

214 0

Do: Olhar Direto

Foto: PJC-MT

O desembargador Paulo da Cunha, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), acatou pedido de extensão e mandou soltar o DJ Patrike Noro de Castro. A decisão foi estabelecida nesta quinta-feira (9) e segue decisão anterior que deu liberdade a Diego de Lima Datto.

Os dois foram presos em fevereiro por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Diego estava livre da prisão desde a terça-feira (7) em decisão da Primeira Câmara Criminal do TJMT.

Conforme informado, o juiz de primeiro grau, responsável por decretar a prisão, decidirá sobre a necessidade de medidas cautelares. Paulo da Cunha também esclareceu nesta quinta que em caso de fato novo a prisão pode ser novamente decretada.

O caso

Policiais da Delegacia Especializada em Repressão a Entorpecentes (DRE) prenderam no dia 28 de fevereiro o DJ Patrike Noro de Castro e Diego de Lima Datto.

Os suspeitos foram alvos de mandado de busca e apreensão decretado pela 13ª Vara Criminal de Cuiabá e autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

A ação foi desencadeada após a DRE receber informações de que os suspeitos estavam em posse de grande quantidade de drogas sintéticas que seriam comercializadas em festas durante o Carnaval.

Na casa de Patrike, foram apreendidos comprimidos de ecstasy, anabolizantes e dinheiro. No apartamento de Diego, os policiais encontraram ecstasy, lsd, anabolizantes e medicamentos abortivos.

Holler Box
Holler Box