banner

Deputado Lúdio Cabral se manifesta sobre postagem referente a qualidade da água consumida em Campo Verde

425 0

 

 

O deputado Lúdio Cabral, por meio de sua Assessoria de Imprensa, encaminhou à Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Campo Verde uma nota de esclarecimento a respeito da publicação feita no Facebook e que provocou apreensão e alarde entre os moradores de Campo Verde.

De acordo com a publicação feita pelo parlamentar, a água consumida no Município registra a presença de 27 tipos de agrotóxicos em índices superiores aos aceitáveis pela União Europeia, conforme dados do Ministério da Saúde com base em pesquisa realizada entre 2014 e 2017.

No entanto, a água que abastece a cidade, de acordo com a mesma pesquisa, está dentro dos parâmetros estabelecidos pela Legislação Brasileira para a presença de agrotóxicos e nenhum dos produtos detectados nas amostras superou o máximo permitido. Veja abaixo a íntegra da nota em enviada pelo parlamentar.

Nota de esclarecimento

Desde o início do mandato como deputado estadual, o médico Lúdio Cabral (PT) vem atuando para reduzir o uso indiscriminado de agrotóxicos em Mato Grosso e seus impactos nocivos sobre o meio ambiente e a saúde humana. Ele apresentou um projeto de lei para proibir renúncias fiscais de agrotóxicos e outro para proibir a pulverização aérea dessas substâncias, pois é uma das formas mais nocivas de aplicação, que espalha pelo ar e pelo solo cerca de 70% do volume de agrotóxico pulverizado, por meio da deriva.

Lúdio vai apresentar também proposta para proibir alguns agrotóxicos com maior grau de toxicidade e aumentar as distâncias permitidas para aplicação nas proximidades de nascentes, leitos de rio, comunidades e escolas rurais.

A informação sobre a presença de agrotóxicos na água de 30 cidades de Mato Grosso, entre elas Campo Verde, foram revelados por uma reportagem feita pela Agência Pública, Repórter Brasil e Public Eye, que analisaram dados oficiais de todos os municípios brasileiros que enviaram o resultado das análises ao Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), do Ministério da Saúde. O mapa mostra os índices permitidos no Brasil e na União Europeia e a concentração encontrada em cada cidade.

Independentemente da concentração, Lúdio alerta que a exposição constante aos agrotóxicos presentes na água causa diversos problemas à saúde da população. Pesquisas mostram que a exposição crônica a essas substâncias está associada a diversas doenças, como câncer, mal formações congênitas e distúrbios endócrinos.

Lúdio Cabral destaca que o problema está na contaminação causada pelo uso de agrotóxicos próximo às nascentes e aos leitos dos rios e, por mais que as companhias de abastecimento se esforcem para realizar o tratamento da água, não existe tecnologia que retire da água as moléculas de veneno. Por isso a importância de haver maior controle sobre o uso dos agrotóxicos.

 

Assessoria de Imprensa do deputado estadual Lúdio Cabral

Holler Box
Holler Box