banner

Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

1110 0
Foto por: Moisés Bandeira

 

Treinadores das seleções paralímpicas brasileira de Goalball, para atletismo, voleibol sentado e futebol de 5 estão em Cáceres ministrando o 1º Curso de Capacitação em Educação Paralímpica. O evento reúne 140 participantes entre acadêmicos de graduação, professores da rede pública de ensino, gestores de esporte e lazer.
O objetivo do curso promovido em parceria pela Universidade do Estado de Mato Grosso com o Comitê Paralímpicos Brasileiro é promover a formação e a qualificação de profissionais para atuar no esporte paraolímpico.
O treinador da seleção paralímpica de voleibol sentado, Celio Mediato, destaca que nos últimos anos o interesse dos municípios pelos esportes paralímpicos tem crescido. “Isso é muito importante, porque estamos capacitando profissionais que serão agentes multiplicadores das modalidades paralímpicas. Nós sabemos que muitas crianças e deficientes ainda estão dentro de suas casas, até por preconceito das famílias e com esse processo queremos atingir o máximo de pessoas e promover nas escolas o que chamamos de inclusão inversa, que é quando o aluno não deficiente tem a chance de saber e viver na prática as dificuldades dos deficientes de forma a sensibiliza-los e a humanizar a relação entre deficientes e não deficientes”, afirmou.
Para a professora da rede pública de ensino, Leila Maira Borré, que assumiu a função de professora de Educação Física na rede estadual de ensino e atua na escola Gabriel Pinto de Arruda em Cáceres, esse curso vem atender os desejos de qualificação. “Com as alterações legais nossos currículos contemplam os esportes paralímpicos como conteúdo específico para as séries do ensino fundamental II e saber mais dessas modalidades possibilita que os alunos interajam e se interessem de forma a reconhecer as oportunidades que possuem. De 10 turmas que tenho em sete tenho alunos com alguma deficiência, e esse curso possibilita que possamos planejar o desenvolvimento das aulas de forma a promover um processo inclusivo”, diz.

Foto por: Moisés Bandeira

A acadêmica de Educação Física da Unemat, Ana Paula Cuiabano Gomes, de 22 anos, entrou na graduação com uma motivação a mais. Ela tem um filho com paralisia cerebral, que tem três anos, e entende que a educação física traz novas motivações para as pessoas com deficiência de modo a superar as dificuldades. “Juntamente com outras mães em Cáceres, muitas vezes os professores nos procuram e nos dizem não saber como lidar com nossas crianças, então esse curso é uma forma de capacitar esses profissionais” relata.
Para o professor da Unemat, e coordenador do Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício, Riller Reverdito da Silva a intenção é que esse primeiro curso sirva como aproximação da Unemat com o Comitê Paralímpico a fim de promover outros eventos e ações em conjunto visando a formação continuada dos professores. “Esse curso nasceu de uma demanda apresentada nas pesquisas e atividades do centro e acredito que este é o inicio de uma parceria muito promissora”.
O curso começou nesta segunda-feira (14) com a parte teórica sobre os pressupostos da Educação Paralímpica ministrada pelo coordenador de Educação Paralímpico Brasileiro Davi Farias Costa e pela professora Afonsa Janaína da Silva, e a parte prática da oficina que segue até essa quarta-feira (16) os professores: Alex Sabino (para atletismo), Antônio Bahia (Futebol de 5), Celio Mediato (voleibol sentado) e Nagila Zambonatto (Goalball).
Organização: Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício Física (Cipeef), Universidade do Estado de Mato Grosso, Rede Cedes Mato Grosso, Ministério da Cidadania/Secretaria Especial do Esporte, Educação Paralímpica e Comitê Paralímpico Brasileiro.
Apoio: Secretaria Ajunta de Esporte e Lazer, Governo do Estado de Mato Grosso, Secretaria de Esporte e Lazer, Prefeitura Municipal de Cáceres e Colégio Salesiano Santa Maria.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box