banner

Com time alternativo, Atlético-MG estreia na Sul-Americana com derrota para o Unión La Calera

736 0

Com: ESPN

© Flickr / Atlético Mineiro Atlético e Unión La Calera pela Sul-Americana

Eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores, o Atlético-MG, por ficar em terceiro em seu grupo, conseguiu uma vaga para a Copa Sul-Americana. Só que a estreia na competição não foi nada boa. Com uma equipe muito modificada, o Galo foi até o Chile encarar o Unión La Calera e acabou sendo derrotado pelo placar de 1 a 0. Agora, se quiser avançar de fase, terá que reverter a desvantagem jogando no Brasil.

PLACAR INDIGESTO
E mais uma vez o Atlético se encontra diante de um placar de 1 a 0 pela Sul-Americana. Nas outras duas vezes em que a equipe jogou a competição e atuou fora do Brasil, sempre acabou derrotada pelo placar mínimo. Em 2010, perdeu para o Santa Fe na Colômbia e acabou fazendo o resultado que precisava no Brasl e avançou de fase. Já no ano passado, derrota para o San Lorenzo na Argentina e empate no Brasil, culminando com a eliminação.
TIME ALTERNATIVO
E o Atlético foi ao Chile com uma equipe bem modificada. Por questões físicas, o goleiro Victor, o lateral-esquerdo Fábio Santos, o volante Zé Welison, os meio-campistas Luan e Cazares e os atacantes Geuvânio e Ricardo Oliveira foram poupados. Réver, que fraturou o nariz contra o Flamengo, também não atuou.
BEM MORNO
E a primeira etapa no estádio Nicolás Chahuán Nazar ficou devendo e muito, com um jogo muito pegado e truncado dos dois lados. A primeira chegada de perigo do Atlético só veio com 28 minutos da primeira etapa. Adilson escorou na primeira trave e achou Jair, que desviou de cabeça para fora. Já o La Calera só conseguiu chegar no fim do primeiro tempo com um chute de fora da área de Larrondo defendido por Cleiton, que substituiu Victor.
INESPERADO
O panorama da segunda etapa começou diferente, com os mandantes perdendo um gol incrível com Larrondo, que ficou na cara de Cleiton e chutou para fora. O Atlético não atacava, e o La Calera voltou a encontrar dificuldades para criar. Só que aos 18 minutos, com um cruzamento nas costas de Guga, Lobos conseguiu uma cabeçada certeira que abriu o placar para os chilenos. O Atlético até ensaiou uma pressão final para conseguir o empate, mas sem efetividade e criatividade, volta para o Brasil com a derrota na mala.