Coelho passa pelo Cruzeiro e vai à final do Mineiro

91 0

Com um gol contra de Victorino e do ex-cruzeirense Fábio Júnior, América passa pelo Cruzeiro e vai à final do Mineiro

Há um dia de seu centenário, o América conseguiu vencer o Cruzeiro por 2 a 1 e se classificou para a final do Campeonato Mineiro de 2012, já que havia vencido o primeiro jogo por 3 a 2. O jogo foi muito tenso e corrido, com as duas equipes buscando o gol a todo momento. O América saiu ganhando com u mgol contra de Victorino, a um minuto de jogo. O Cruzeiro empatou com Wellington Paulista, que havia perdido um pênalti e o Coelho fechou o placar com gol de Fábio Júnior, no final da partida.
Agora o Alviverde pega o Galo na finalíssima. O Atlético havia vencido o Tupi, neste sábado, por 1 a 0.

Primeiro tempo
O jogo começou quente. Logo a um minuto de jogo o Coelho abriu o placar com um gol contra de Victorino, que cabeçou contra a própria meta após cruzamento de Rodriguinho, que passou como quis por Diego Renan. Depois, aos nove minutos o Cruzeiro teve um pênalti a seu favor, após Neneca derrubar o volante Everton na grande área. Wellington Paulista bateu, o goleiro alviverde defendeu e a bola sobrou para o camisa nove celeste, que chutou por cima do gol, desperdiçando um gol feito.
A partida continuou elétrica, com os dois times procurando o ataque o tempo todo. A Raposa chegava mais, porém de maneira afoita, sem caprichar na finalização, enquanto o Coelho marcava bastante, dificultando a vida dos homens de frente da equipe celeste. Todavia, foi por causa de um vacilo geral na zaga americana que o Cruzeiro alcançou o empate: Diego Renan cruzou, Leo ganhou no alto na disputa com Bryan, o zagueiro Gabriel errou ao tentar tirar a bola, que acabou sobrando para Wellington Paulista, que tirou de Neneca e mandou para o fundo do gol do Coelho. Na comemoração, o artilheiro cruzeirense dasabafou geral, chutando as placas de publicidade e batendo no peito.
O Coelho, entretanto, não sentiu o gol celeste e continuou a trabalhar bem a bola, mas parava na marcação celeste, que melhorou depois do gol marcado por Wellington Paulista. Ao final do primeiro, o zagueiro Gabriel interceptou um cruzamento de Everton botando a mão na bola dentro da grande área, mas o juiz não deu o pênalti, provocando indignação aos atletas celestes. Na confusão, Everton recebeu o amarelo. A primeira etapa terminou com uma forte pressão da Raposa sobre o Coelho.
Segundo tempo
O ritmo de jogo após o intervalo continuou constante, lá e cá. A grande chance de gol para a Raposa antes dos 15 minutos foi com Roger, após cobrar uma falta na entrada da grande área. A bola foi estourar no travessão. O detalhe foi a jogada que resultou na falta, com Everton passando por toda a zaga adversária. O volante estava prestes a marcar um golaço quando foi parado, à força, pela defesa americana. Para o América, a maior oportunidade foi nos pés de Alessandro, mas Diego Renan tirou em cima da linha, disparando o coração dos torcedores presentes no estádio.
O Coelho passou a jogar no contra-ataque, tentando surpreender o Cruzeiro, que não produzia em campo e se apresentava muito nervoso em campo. A Raposa acabava se expondo e dando espaços para o América atacar como queria. O time alviverde passou a sufocar a equipe celeste, principalmente após os 25 minutos de jogo. Em muitas oportunidades o Coelho teve a oportunidades de anotar o segundo gol, aproveitando os erros do adversário.
O número de faltas aumentou consideravelmente, principalmente pelo lado do América, que parava a Raposa a força, para diminuir o ritmo de jogo celeste. No final da partida, o Coelho fechou o placar com o ex-cruzeirense Fábio Júnior.
Cruzeiro X América Mineiro
Local: Arena do Jacaré, Sete Lagoas (Minas Gerais)
Data-Hora: 29/04/2012 – 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Luis Flávio de Oliveira (Aspirante FIFA/SP)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Jóia (FIFA/RJ) e Roberto Braatz (FIFA/PR)
Gols: Victorino 01′ 1º e Fábio Júnior 48′ 2º (Gol contra – América) e  Wellington Paulista 27′ 1º
Catões Amarelos: Wellington Paulista 07′ 1º, Everton 42′ 1º e Leo 46′ 2º (Cruzeiro); Neneca 9′ 1º, Everton 4′ 2º, Leandro Ferreira 28′ 2º,Fábio Júnior 30′ 2º, Dudu 30′ 2º e Rodrigo Heffner 43′ 2º (América)
Renda: R$301.856,00
Público: 17.780
Cruzeiro: Fábio, Diego Renan (Élber 27′ 2º), Leo, Victorino (Amaral 38′ 2º) e Everton; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira (Wallyson 18′ 2º), Montillo e Roger; Anselmo Ramon e Wellington Paulista. Técnico: Vágner Mancini
América Mineiro: Neneca, Rodrigo Heffner, Gabriel, Everton e Bryan; Leandro Ferreira, Dudu, Moisés e Rodriguinho (China 40′ 2º); Alessandro (Bruno Meneghel 20′ 2º) e Fábio Júnior. Técnico: Givanildo Oliveira