Citroën mostra as pequenas diferenças do C4 Cactus brasileiro em relação ao europeu

120 0

Do: Primeira Marcha

O C4 Cactus só chega ao Brasil no segundo semestre de 2018, mas a Citroën, pelo visto, vai adotar a estratégia homeopática para o lançamento do modelo. A marca francesa mostra as primeiras imagens do utilitário esportivo, que tem diferenças pontuais em relação ao vendido na Europa.
Logo de cara, a grade frontal do Cactus que será produzido em Porto Real (RJ) é mais larga do que a do similar europeu. Já os vidros traseiros terão abertura convencional, ao contrário das do tipo basculante do comercializado no Velho Continente. Mas fiquem tranquilos que as almofadinhas nas portas (airbumps), marca registrada do carro desde que era um conceito, foram preservadas.


A pintura bicolor das imagens sugere a possibilidade de combinações para o estiloso SUV. Já a cabine, sem fotos ainda, permanece um mistério. Mesmo assim, é bem provável que o estilo futurista e minimalista do C4 Cactus europeu não seja replicado aqui devido à complexidade industrial e ao uso de materiais mais caros.

O C4 Cactus nacional será vendido com o conjunto já usado na linha de médios e compactos da PSA Peugeot Citroën no país: motor turbo 1.6 THP flex de 166/173 cv e torque de 24,5 kgfm a 1.400 rpm com a transmissão automática de seis marchas. As dimensões são próximas às das do europeu, com 4,17 m de comprimento e 2,60 m de entre eixos. Os preços estão estimados entre R$ 80 mil e R$ 100 mil.