Campo Verde tem a primeira morte confirmada pelo H1N1, já é a segunda em Mato Grosso

262 0

 

 

Exames laboratoriais confirmaram a segunda morte pela doença no estado. Vítima da gripe morava em Campo Verde mas foi tratado em Rondonópolis.
A segunda morte causada pelo vírus H1N1 foi confirmada nesta terça-feira (3) pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso. A confirmação da morte foi feita por meio de exames laboratoriais que ficaram prontos no final desta manhã. Conforme a Secretaria, 11 casos da doença foram confirmados no estado até agora, sendo que três mortes ainda aguardam o resultado dos exames.

De acordo com Valeria Cristina da Silva, gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Endêmicos da SES, a segunda morte pela Gripe A ocorreu na cidade de Campo Verde, distante 139 km de Cuiabá. “Este paciente era um homem e estava internado no Hospital Regional de Rondonópolis. Ele foi tratado, mas morreu”, contou.

Valéria apontou que a morte do paciente ocorreu no dia 1º de junho, mas o exame ficou pronto apenas nesta terça-feira. “Mesmo com os principais sintomas, nós só confirmamos os casos após os exames laboratoriais”, pontuou.

Outra morte
A primeira morte causada pela Gripe A este ano em Mato Grosso e confirmada pela SES foi de um bebê de apenas seis meses de idade. A confirmação também foi feita nesta terça-feira (3). Conforme as informações repassadas pela secretaria, a criança teria viajado com os pais para Cancún, no Mexico, e apresentou os sintomas da doença cerca de 30 dias após a viagem. “Não podemos afirmar que o bebê contraiu a doença durante a viagem pois o vírus está circulando em todo o país”, informou a representante da SES.

Valéria salientou ainda que a vacina contra a gripe, disponível nas unidades de saúde, também possui eficácia contra o H1N1. “A vacina é trivalente. Imuniza contra dois tipos de influenza mais a H1N1. É importante ressaltar que quem toma a vacina pode até pegar uma gripe, mas terá seus efeitos atenuados”, afirmou.

 

 

Holler Box
Holler Box