Brasileirão tem inicio com Sport e Flamengo na Ilha do Retiro

65 0

 

Rubro-Negro retorna a campo após 27 dias sem jogos
Deu muita saudade. Foram dois anos que mais pareceram séculos para os torcedores do Sport sem poder ver o time na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. Foi angustiante para a torcida do Flamengo. Vinte e sete longos dias de espera para ver a equipe novamente em campo. Quase um mês sem um joguinho sequer, nem amistoso. A saudade e a angústia chegam ao fim neste sábado. Os clubes rubro-negros se enfrentam pela primeira rodada do nacional, às 18h30m (de Brasília), na Ilha do Retiro.

O último jogo do Flamengo foi em 22 de abril, na eliminação para o Vasco na semifinal da Taça Rio. De lá para cá, treinos técnicos, físicos, táticos e um bocado de interrogações. Ao longo das férias forçadas, pouca coisa andou no clube. O principal reforço, o volante Ibson, só chega na segunda-feira. Além dele, foram contratadas peças de reposição: Wellington Silva, Amaral e Jorge Luiz. Só os dois primeiros viajaram ao Recife com a delegação.

Para piorar, Ronaldinho Gaúcho deslizou na semana da estreia. No treino previsto para as 9h30m da última quarta-feira, ele chegou ao Ninho do Urubu no horário marcado e escoltado pelo carro de sua equipe de segurança, mas não teria condições ideais para trabalhar. Na avaliação de membros da comissão técnica, o jogador se apresentou aparentemente sob efeito de álcool da noite anterior. Alegou dores musculares e pediu para não treinar, mas foi correr em volta do campo a pedido do diretor de futebol do clube, Zinho. Nesta sexta, Zinho deu sua versão sobre o episódio e negou.

Envolvido com a final do Pernambucano, o Sport só teve uma semana para trabalhar para a estreia no Brasileirão. O clube anunciou apenas três contratações, mas só o atacante Felipe Azevedo, artilheiro do Cearense, fará sua estreia. O zagueiro Diego Ivo e o lateral esquerdo Reinaldo, ambos do Paulista de Jundiaí, estão regularizados, mas não foram relacionados para a partida.

A outra mudança foi no comando da equipe. Ao perder o título para o Santa Cruz, o técnico Mazola Júnior acabou demitido do cargo. O substituto, Vágner Mancini, só chegou ao Recife na tarde desta sexta-feira e não vai comandar o time. Quem estará em campo será o auxiliar técnico Gustavo Bueno. Mancini vai apenas assistir ao jogo no camarote da Ilha do Retiro.

As escalações

Sport: comandado pelo técnico interino Gustavo Bueno, mas sob a observação de Vágner Mancini, o Sport terá em campo apenas um dos três reforços para o Brasileirão. O atacante Felipe Azevedo está regularizado e forma a nova dupla de ataque leonina com Marquinhos Gabriel. A outra modificação em relação ao time que perdeu o título pernambucano para o Santa Cruz está no meio-campo. Com a saída de Marcelinho Paraíba, que trocou a Ilha pelo Barueri, o lateral Thiaguinho será improvisado no meio-campo. Assim, o Leão vai a campo com: Magrão, Bruno Aguiar, Edcarlos e Tobi; Moacir, Rithely, Naldinho, Thiaguinho e Rivaldo; Marquinhos Gabriel e Felipe Azevedo.

Flamengo: Joel Santana não fez mistério durante a semana. Nos treinos táticos e no coletivo, trabalhou com Rômulo entre os titulares. O volante jogará bem perto de Marcos González e Welinton, quase como um terceiro zagueiro. Desta forma, Deivid perde o lugar no ataque. A escalação: Paulo Victor, Léo Moura, González, Welinton e Magal; Rômulo, Luiz Antonio, Kleberson e Bottinelli; Ronaldinho e Vagner Love. quem esta fora (Foto: arte esporte)Sport: Gustavo Bueno terá três importantes desfalques para escalar a equipe contra o Flamengo. O atacante Jael teve que ficar fora do duelo contra seu ex-time por conta de uma microfissura no músculo da coxa esquerda. Já o volante Hamilton segue se recuperando de uma lesão no tornozelo direito, enquanto Marquinhos Paraná ainda necessita se recondicionar fisicamente, após um período afastado por conta de uma lesão muscular.

Flamengo: o goleiro Felipe ainda se recupera de um quadro de dengue e ainda precisa retomar os treinos. O meia Renato cumpre suspensão pelo cartão vermelho recebido na última rodada do Brasileirão do ano passado, e o lateral-esquerdo Junior Cesar foi liberado da viagem para resolver a saída dele do clube. O meia Camacho e o atacante Negueba estão machucados.

O árbitro

Paulo César Oliveira (Fifa-SP) apita a partida, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Vicente Romano Neto (SP). Ao todo, Paulo César participou de 17 jogos no Brasileiro de 2011, aplicou três cartões vermelhos (média de 0,1) e marcou três pênaltis e 618 faltas (média de 36,5) em um campeonato que registrou média de 0,3 vermelho, 35,8 faltas e um total de 116 pênaltis.