BAHIA: Bahia é Campeão 10 anos depois com empate dramático

32 0

 

 

Título veio com empate com Vitória numa partida com direito a duas viradas. Última conquista havia sido em 2001
Dez anos de espera chegaram ao fim neste domingo. O tricolor que conseguiu sobreviver ao intenso Ba-Vi sem precisar de um cardiologista pode soltar o grito engasgado na garganta. Depois de duas viradas, o Bahia empatou em 3 a 3 com o Vitória, no Pituaçu, e ficou com a taça do Baianão-2012. A última conquista estadual havia sido em 2001.
O Vitória ficou em vantagem logo aos três minutos do primeiro tempo. A bola foi lançada na área, a defesa do Bahia ficou olhando e Neto Baiano, de cabeça, colocou na rede. Não deu tempo de sentir o gostinho do título porque, aos oito, foi a vez da defesa rubro-negra falhar e Fahel aproveitar para deixar tudo igual.
Nos momentos que sucederam o empate, o Rubro-Negro esteve melhor distribuído em campo. Neto Baiano, o artilheiro do Brasil, ainda colocou uma bola na trave.
A emoção da partida pesou um pouco para o Tricolor, que demorou para se ajustar e começar a acertar os passes. Lulinha chegou a perder um gol feito. No entanto, o goleiro Douglas resolveu contribuir e deixou a bola escapar numa cobrança de Gabriel. Anfitriões na frente antes da pausa do intervalo.
Um minuto é suficiente para mudar o destino do futebol. No segundo tempo, o Bahia teve duas chances para matar o jogo e sepultar o Vitória. Não controlou o nervosismo e pecou. Aos sete, Neto Baiano, de pênalti, empatou novamente. Na sequência, Dinei, que entrara no intervalo, virou o placar para o Leão.
O Tricolor, no entanto, não se entregou. Douglas largou a bola nos pés de Diones, que empatou mais uma vez o placar.
A bola ciscou nos dois lados para o azar dos cardíacos. Nos minutos seguintes, foi a vez de Marcelo Lomba brilhar para assegurar o título. Haja coração!
FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 X 3 VITÓRIA
Local: Pituaçu, Salvador (BA)
Data/hora: 13/5/2012 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA-SP)
Auxiliares: Eustaquio Santiago (MG) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)
Cartão Amarelo: Fahel, Souza, Diones, Morais (BAH); Tartá, Pedro Ken, Victor Ramos (VIT)
Cartão Vermelho: Vander, 42’/2ºT (BAH); Uellinton, 42’/2ºT (VIT); Souza, 46’/2ºT (BAH); Neto Baiano, 46’/2ºT (VIT); Omar, 46’/2ºT (BAH)
Gols: Neto Baiano, 4’/1ºT (0-1); Fahel, 8’/1ºT (1-1); Gabriel, 46’/1ºT (2-1); Neto Baiano, 7’/2ºT (2-2); Dinei, 9/2ºT (2-3); Diones, 26’/2ºT (3-3)
BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Rafael Donato, Titi e Gerley; Fahel (Morais, 17’/2ºT), Diones, Helder e Gabriel (Vander, 33’/2ºT); Lulinha (Fabinho, 29’/2ºT) e Souza – Técnico: Paulo Roberto Falcão
VITÓRIA: Douglas, Romário (Gabriel Paulista, 18’/1ºT), Rodrigo Costa, Victor Ramos e Wellington Saci; Uelliton, Rodrigo Mancha, Pedro Ken e Tartá; Marquinhos (Dinei, Intervalo) e Neto Baiano (Geovanni, 19’/2ºT) – Técnico: Ricardo Silva