banner

Assistência Social realizou o “Dia da Fralda Feliz”

361 0

Gestantes e mães de crianças com idade até um ano foram contempladas

Em parceria com a Cooperfibra e com a OAB, a Secretaria Municipal de Assistência Social de Campo Verde realizou na manhã de  (28), o “Dia da Fralda com Alegria”. A ação aconteceu no Centro de Atendimento ao Idoso Beno Johnner e contemplou 80 gestantes e mães de crianças com idade até um ano atendidas pelo Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher (CAISM), pelo Programa de Atenção Integral a Família (PAIF) e adolescentes acompanhadas pelo Conselho Tutelar.

Todas elas receberam roupas, fraldas, produtos de higiene pessoal para os bebês, calçadas e leite que foram arrecadados em campanhas feitas pela Subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil em Campo Verde, pelos colaboradores da Cooperfibra durante a Semana de Prevenção de Acidentes no Trabalho (SIPAT) e também de doadores voluntários.

Secretária de Assistência Social e primeira-dama de Campo Verde, Rosilene Sanguini Schroeter destacou a iniciativa da Cooperfibra, da OAB e dos doadores voluntários. “Para nós é uma satisfação muito grande em ter essa parceria. A gente considera muito importante envolver a sociedade e também as instituições”, disse ela.

A secretária lembrou que anualmente a Secretaria de Assistência Social realiza campanhas para arrecadar roupas que são doadas a famílias carentes. Ela também destacou que são doados para as futuras mamães um “kit bebê”, formado por uma bolsa contendo fraldas, cobertor, lençol e roupas para o recém-nascido.

“Essa parceria vem somar e fazer saber também que o nosso município tem, realmente, muitas famílias carentes que precisam de ajuda, do envolvimento de toda a sociedade auxiliando e ajudando”, disse Rosilene.

Claudemir Rasch, técnico em segurança do trabalho da Cooperfibra, explicou que todos os anos durante a SIPAT, os colaboradores da empresa desenvolvem um tipo de campanha. Este ano a proposta foi a arrecadação de roupas e fraudas. “A gente entendeu que seria uma necessidade, que seria algo importante, que traria um impacto legal para as mamães e por saber que existem mães carentes que muitas vezes saem da gestação e acabam tendo dificuldade com fraldas e roupinhas”, disse.

Rasch salientou que o pós-parto é um momento delicado para as mães, um momento em que elas precisam de apoio para poder dar atenção ao bebê. “Então nós implantamos essa campanha este ano e graças a Deus foi bem aceita pelos nossos colaboradores. Tivemos uma arrecadação muito boa”, ressaltou.

Durante a distribuição das roupas e das fraldas, as mães contempladas assistiram palestras sobre os cuidados com os bebês e com as crianças, ministradas por profissionais da Secretaria de Saúde e assistente sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box