Após 17 dias, corpo da jovem de 21 anos é encontrado no meio de pasto

585 0
Foto: Tangará em Foco / Facebook

O corpo da jovem Mariana Dutra Teixeira, 21 anos, desaparecida desde o último dia 5 de novembro em Tangará da Serra (245 Km de Cuiabá) foi encontrado nos fundos de uma garagem de transporte escolar na manhã de quarta-feira (21). Um morador da região que ajudava nas buscas sentiu um mal cheiro e decidiu entrar no pasto para procurar, ele encontrou o corpo da Mariana perto de um córrego. A família reconheceu o corpo como sendo o da jovem através de uma tatuagem no braço.

Um morador do bairro Mané Garrincha, identificado como Valdir de Oliveira Silva, estava junto com um rapaz ajudando nas buscas pela jovem quando encontrou o corpo já em avançado estado de decomposição. “Quando passei por uma moita, eu e o menino [que me acompanhava], encontrei o corpo”, disse, informando que já se preparava para fazer varredura no local usando roçadeiras afim de localizar o corpo.

As polícia´s Civil e Oficial de Identificação Técnica (Politec) estiveram no local. O perito Jim Heije Haburaya fotografou a tatuagem no corpo e mostrou para a família, que confirmou ser de Mariana.

A polícia informou que, antes de desaparecer, Mariana esteve na delegacia para prestar queixa por causa de um celular e uma bicicleta que teriam sido roubados dela. Desde então a família denunciou o desaparecimento e procurava pela jovem.

Testemunhas relatam terem visto a jovem em companhia de um rapaz próximo a uma escola do bairro na noite do dia 5, desde então ela não deu mais notícias. A família divulgou o sumiço através das redes sociais. Mariana sofria de problemas psicológicos e fazia uso de remédio controlado.

(Informações do site Tangará em Foco)

Holler Box
Holler Box