Apoiadores de Bolsonaro fazem passeata em avenida de Cuiabá; PM estima dez mil

128 0

Do: Olhar Direto

Foto: Olhar Direto

Apoiadores do candidato Jair Bolsonaro (PSL) participaram, na tarde deste domingo (21), de um ato a favor do candidato à presidência da República. A caminhada teve início na Praça Alencastro, sobiu a avenida Getúlio Vargas e terminou na Praça 8 de Abril. Em conversa com a organização, a Polícia Militar estimou que dez mil pessoas participaram do evento.

 

Segundo um dos coordenadores do movimento, Fernando Medeiros, além de apoiar a candidatura de Jair Bolsonaro  à Presidência da República, o movimento lançará a campanha #PTNÃO.

A cuiabana e aposentada, Maria Luíza, de 77 anos, disse ao Olhar Direto que mesmo sem ter a obrigatoriedade, faz questão de votar em seu candidato. Ela, que estava acompanhada da família, disse que participa do ato pelo bem do Brasil.

“Muita vontade, muita vontade que ele ganhe. [esperança] que o Brasil vá mudar em tudo. Pelo menos a corrupção eu tenho esperança de acabar”, disse.

Durante a caminhada, foi possível visualizar diversas bandeiras do Brasil, sendo que uma delas trazia o brasão do ‘Império do Brasil’ [um Estado que existiu durante o século XIX e que compreendia grande parte dos territórios que formam o Brasil e o Uruguai atuais].

Foto: Olhar Direto

Muitos dos apoiadores também vestiam camisas da seleção brasileira e de times de futebol. Cantos de apoio ao candidato Bolsonaro também ditaram a marcha que estava sendo feita pela avenida.

Caio Victor, de 16 anos, participa do protesto acompanhado de um amigo e da morada. Ao Olhar Direto, ele ressaltou a importância da atuação jovem na política: “Eu, como jovem, preciso falar para as pessoas qual é a minha opinião, mesmo que eu não tenha título [de eleitor], mas é meu futuro que está em jogo também”, afirmou.

Todos esperaram a mudança. Acredito que em quatro anos não vai se resolver todos os problemas do Brasil, mas eu acredito que no segundo mandato as coisas estarão mais encaminhadas”, finalizou o adolescente.

O deputado estadual eleito, Ulysses Moraes (DC) e o policial federal que disputou às eleições como candidato à deputado Federal, Rafael Ranalli também estiverem no ato.

Ulysses vê como positivo a participação dos eleitores cuiabanos no ato.  “Isso mostra novamente, que a população cansou de corrupção. A população está cansada da velha política e não aguenta mais o PT”, afimou.

O deputado eleito também afirmou que a expetativa para o segundo turno é grande no Estado. “A expectativa é muito grande em torno do aumento da votação. Mato Grosso nunca foi PT e nunca aceitou ser PT”.

Questionado sobre o apoio do Movimento Brasil Livre (MBL), ele explicou que “O MBL institucionalmente não pode apoiar ninguém, por força de uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral. Mas os candidatos, no caso eu, deputado eleito, já estou comprometido com Jair Bolsonaro”.

Manifestações pelo Brasil

As manifestações em apoio a candidatura de Jair Bolsonaro foram registradas em diversas cidades do país. Em São Paulo, o evento aconteceu na avenida Paulista, Grupos como o Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem pra Rua atravessaram caminhões pelas vias. Ainda no estado de São Paulo, ocorreram atos em Campinas, Jundiaí, Araçatuba, São José do Rio Preto, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Piracicaba, Itu, Ribeirão Preto, Sorocaba e Santa Isabel.

No Rio de Janeiro, a manifestação passou por Copacabana. No Espírito Santo, manifestantes foram às ruas na capital Vitória e em Vila Velha. Em Brasília, no Distrito Federal, apoiadores do candidato do PSL à Presidência promovem um ato na Esplanada dos Ministérios.

No Paraná, cinco cidades registraram protestos: Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá e Cascavel. Já em Belo Horizonte, a manifestação convocada pelo movimento Vem pra Rua foi contra o PT e teve concentração na Praça da Liberdade. No sul de Minas, houve ato na cidade Varginha pela manhã.

Em Goiás, um protesto organizado em Goiânia teve participação do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM). Também houve ato na cidade de Jataí. Nas capitais, manifestações ainda ocorreram em Belém, Recife, Maceió, Manaus e Salvador.

Holler Box
Holler Box