banner

Ampa elege diretoria para triênio 2020-2022

764 0

Paulo Aguiar, da região sul do Estado, substitui Alexandre Schenkel. Solenidade de posse acontece no fim do mês, em Cuiabá

Paulo Aguiar

 

 

A Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) elegeu, nesta sexta-feira (1º), nova diretoria para atuação no triênio 2020-2022, a décima a comandar a entidade. O produtor Paulo Sérgio Aguiar foi eleito presidente, tendo como vice Sérgio Azevedo Introvini. Outros 10 nomes compõem as demais funções da diretoria da Ampa, além de seis conselheiros fiscais – titulares e suplentes – também eleitos para os próximos três anos.
Paulo Sérgio Aguiar, que foi primeiro secretário na gestão que se encerra neste ano, substitui o produtor Alexandre Schenkel, que esteve à frente da Ampa desde 2017.  O atual presidente agradeceu o apoio de sua diretoria e dos associados pela dedicação na realização dos trabalhos.
“A vitória é de todo mundo, porque todos estiveram presentes nas decisões e nos trabalhos, doando-se pessoalmente, inclusive. A Associação é feita por pessoas que sempre confiaram na cultura e na organização do modelo que temos no Estado, de união”, declarou Schenkel, que passará a compor o Conselho Consultivo da Ampa no próximo ano.
Vice-presidente na gestão 2017-2019, o produtor Eraí Maggi também comentou a importância do trabalho desenvolvido pela Ampa para incrementar cada vez mais a imagem da cotonicultura de Mato Grosso em todo o mundo.
“A Ampa é uma entidade de muita representatividade no Brasil e no exterior. O nosso algodão é o produto do Estado que mais preocupa o mundo, pois é o que mais está crescendo, influenciando preço no mercado internacional inclusive. A entidade está presente em todas as ações para ajudar os produtores e tem feito um importante trabalho”, avaliou.
A nova diretoria toma posse no próximo dia 27, em solenidade a ser realizada na Capital. O presidente eleito mencionou os desafios que o setor do algodão deve enfrentar nos próximos anos, sobretudo quanto à situação fiscal dos governos.
“Os desafios são grandes. O país e estados estão mudando, a política está mudando. O déficit fiscal enfrentado em Mato Grosso e no Brasil é grande, os governos precisam de arrecadação e estão avançando muito sobre o setor produtivo. É preciso mostrar que o setor é muito enxuto, que as margens são pequenas. Isso demanda uma relação de muita conversa para mostrar dados, para que perceba que se avançar demais pode prejudicar a única coisa que mantém o Estado em pé”, mencionou Paulo Aguiar.
O novo presidente disse esperar que, da mesma forma como na atual gestão, a próxima diretoria tenha o apoio da base e que ele possa contar com o trabalho de todos os diretores. “Vou precisar muito da ajuda dos produtores, da diretoria. É uma diretoria muito igualitária, tem produtores de todas as regiões, e precisamos nos manter fortes e engajados para vencermos os desafios pela frente”.
Confira a chapa eleita para gestão 2020-2022:
Diretor Presidente – Paulo Sérgio Aguiar
Diretor Vice-presidente – Sérgio Azevedo Introvini
Diretor 1º Secretário – Alexandre De Marco
Diretor 2º Secretário – Antônio Trento Scheffer
Diretor 1º Tesoureiro – André Guilherme Sucolotti
Diretor 2º Tesoureiro – Gustavo Pinheiro Berto
Diretor Regional Centro – José Nery Lazarini
Diretor Regional Centro Leste – Romeu Froelich
Diretor Regional Médio Norte – Alex Nobuyoshi Utida
Diretor Regional Noroeste – Cleto Webler
Diretor Regional Norte – Amilton José de Oliveira
Diretor Regional Sul – Celso Griesang

Conselheiro Fiscal Titular – Eraí Maggi Scheffer
Conselheiro Fiscal Titular – José Carlos Dolphine
Conselheiro Fiscal Titular – Orcival Gouveia Guimarães
Conselheiro Fiscal Suplente – Rudolf Thomas Maria Aernoldts
Conselheiro Fiscal Suplente – Ivan Konig
Conselheiro Fiscal Suplente – Valdir Roque Jacobwski

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Holler Box
Holler Box